Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Convocatória esclarecedora

por contrário, em 29.08.14

O seleccionador nacional apresentou a lista de convocados para o início da fase de qualificação para o próximo Euro2016. Nessa lista podemos constatar muitas alterações face aos convocados para o Mundial no Brasil. Até aqui tudo bate certo com aquilo que Paulo Bento disse que iria acontecer, logo após a pobre prestação no Brasil.

 

Contudo, há alguns aspectos a salientar. O destaque é a não convocação de Ronaldo. Paulo Bento justifica a ausência do "melhor do mundo e até da europa", com motivos de ordem física. Portanto, agora que Ronaldo até está a correr dentro do campo e a fazer umas coisinhas, não serve para a selecção nacional, mas em Junho passado, quando toda a gente viu que Ronaldo não estava em condições nem para caminhar, para Paulo Bento estava tudo bem e o homem rastejou durante os 3 jogos. Mas a culpa é do Henrique Jones (esse bandido!), que assinava os relatórios médicos dando Ronaldo como apto e a 100% (não a 110% como ele queria, mas a 100%). Agora com um novo director clínico que, sinceramente não sei quem é, mas já vi que é esperto, pois topou logo que o CR7 não está na máxima força, as coisas vão andar na linha. Ah! Valente!

 

Saliente-se também as ausências de Hélder Postiga e Hugo Almeida, dois imprescindíveis de Paulo Bento que, no entender do seleccionador nacional agora também não estão em condições de jogar, mas em Junho pá, em Junho eles estavam com uma pujança...

 

Resumindo, a culpa morre sempre solteira e, infelizmente, haverá sempre alguém para servir de bode expiatório. Desta vez coube ao Henrique Jones carregar o fardo da incompetência. Coitado! Foi culpa dele o Ronaldo estar de rastos e jogar os 3 jogos, foi culpa dele a escolha de Campinas, foi culpa dele a selecção ter estagiado nos EUA, etc.

 

Por último, importa ainda referir uma frase que Paulo Bento disse na conferência de imprensa, sobre a não convocação de Ronaldo. No estilo que o caracteriza, Paulo Bento disse que "não manda no Real Madrid, manda na selecção". É claro que não manda no Real Madrid, mas o Real Madrid manda nele e só por essa razão é que Ronaldo não foi convocado. O homem está a recuperar a olhos vistos e não lhe dá jeito nenhum agora jogar pela selecção, até porque se trata de um joguinho de fraco nível e pouca audiência. É mais do que evidente que, nem o Real Madrid nem Ronaldo estão interessados na sua vinda à selecção neste momento, isso só atrapalharia a "boa" recuperação que está a realizar. Mas a parte mais cómica da afirmação é dizer que "manda na selecção". Então, mas só agora é que manda? Na altura do Mundial de Futebol não mandava? Ah! Pois! Nessa altura era o Henrique Jones que ditava as leis, pois claro! Mas esse já teve o que merece! Traidor! Agora sem ele é que as coisas vão correr bem, vão ver! Pudera... com esta fase de qualificação anedótica...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O MAI e os Meets

por contrário, em 27.08.14

Os meets são a nova moda da juventude desocupada e mal-educada. Sim! Sim! Essa pirralhada que anda por aí a organizar e participar nestes encontros em centros comerciais (locais públicos), não passam de um bando de malcriados a precisar de um correctivo. Se os seus pais e/ou educadores não sabem desempenhar o seu papel, então o Estado deve assumir essa responsabilidade.

 

Mas, onde está a responsabilidade do Estado em garantir o bem-estar e a paz de quem quer gozar a sua liberdade, sem perturbar a ordem pública? Quem defende os direitos daqueles que sabem comportar-se condignamente num espaço público, sem prejudicar os direitos e liberdades dos outros?

 

Pois é... Eu queria saber em que toca está enfiado o senhor ministro da administração interna, que ainda não se dignou tomar uma posição firme sobre este assunto. Deve estar à espera que o fenómeno ganhe outros contornos, que morra alguém vítima de mais uma estupidez que se tornou moda, para então tomar alguma medida digna de um governante.

 

E ainda há quem venha defender este tipo de "manisfestações", argumentando que são manifestações de liberdade, próprias da juventude e que devem ser compreendidas como um fenómeno natural. Agora é que assentavam bem as repetitivas e descontextualizadas afirmações que a senhora presidente da assembleia da república costuma vociferar no hemiciclo. Mas a malta está de férias...

 

Se o fenómeno é novo, há que criar leis novas. Contudo, tanto quanto sei, não é permitido o ajuntamento de pessoas (não nestas proporções) em locais públicos sem que primeiro se comunique às autoridades policiais e administrativas, e delas se obtenha autorização. Isto dos meets são o equivalente a manifestações ilegais e, como tal, devem ser proibidas e os seus participantes devem arcar com as consequências.

 

Ao que nós chegámos! Até a falta de educação e os maus comportamentos são normalidade!

 

Por mim, era emitir já um comunicado avisando que quem organize e/ou participe nestas manisfestações vai sentir o peso da educação no lombo. E, quem avisa amigo é, não é assim?

 

Mas o senhor ministro ainda está a banhos...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Que porcaria de governo!

por contrário, em 26.08.14
Os portugueses já perceberam que o país não escapa a um novo aumento de impostos.

Passos diz que um novo aumento de impostos não está em cima da mesa.
Passos diz que o aumento da taxa de IVA de 23% para 24% não está a ser considerado, pelo menos para este ano.
Passos diz que a culpa de um eventual aumento de impostos terá de ser imputada ao Tribunal Constitucional.
Passos também diz que o seu governo não tem nenhum prazer em aumentar impostos.

Entretanto…

Marques Mendes (o gaio Avelar das Fábulas da Floresta Laranja) já anunciou o aumento do IVA de 23% para 24%.
Ora, sendo Marques Mendes o porta-voz de Cavaco Silva e, sendo o governo de Passos Coelho o governo de Cavaco, podemos dar como garantido o referido aumento de impostos.

Estamos no final do mês de Agosto e o governo ainda está às voltas com mais um Orçamento Rectificativo, sendo que o Orçamento de Estado para 2015 já deveria estar a ser finalizado… Mas, o governo ainda está a aguardar a vinda da troika com as habituais directrizes que farão o documento.
Este é o resumo da governação PSD-CDS dos 3 últimos anos. A novela é sempre a mesma.

Que porcaria de governo!
Que nojo de gente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Melhor Destino Europeu 2014. Porto ou Lisboa?

por contrário, em 26.08.14

A cidade do Porto foi eleita como o "melhor destino europeu" deste ano. Esta distinção é feita todos os anos pela European Consumers Choice (European Best Destinations). E não foi a primeira vez que a cidade Invicta recebeu esta distinção, pois já no ano de 2012 havia conseguido tal feito.

 

A distinção da cidade do Porto como um dos melhores destinos turísticos é algo que tem acontecido muitas vezes nos últimos anos, sendo muitas as organizações a eleger a cidade como uma das melhores para se visitar. Em 2013, por exemplo, o Porto foi eleito um dos melhores destinos de férias pela Lonely Planet.

 

Julgo que tudo isto não será novidade para a maioria das pessoas, mas não posso deixar de fazer, também aqui, justiça ao mérito que a cidade do Porto tem por receber tais distinções.

 

O que me tem surpreendido ultimamente, são as inúmeras campanhas levadas a cabo por vários órgãos de comunicação social em tentar realçar a importância da cidade de Lisboa, nos roteiros turísticos internacionais, como se as distinções internacionais da cidade do Porto estivessem a prejudicar Lisboa. Nunca se ouviu falar tanto na cidade de Lisboa, como se tem ouvido este ano. Mas, qual a razão de tal obsessão? Se havia cidade a ser destacada este ano pela comunicação social, deveria ser a cidade do Porto e não outra.

 

Eu não tenho nada contra a cidade de Lisboa, assim como não tenho nada contra as cidades de Guimarães, Braga, Viseu, Évora, ou qualquer outra bela cidade portuguesa que também mereceria ser destacada pelos órgãos de comunicação social.

O que me irrita é o facto de, no ano em que o Porto é a cidade europeia eleita com "destino do ano", haver por aí quem só queira falar em Lisboa, Lisboa e Lisboa. Nomeadamente um canal de televisão generalista, que começa com S, acaba em C e que pelo meio tem um I.

 

Para os interessados, aqui fica o link com o vídeo promocional que distingue a cidade do Porto. Sem recurso a timelapseshyperlapses ou outras maquilhagens. E, já agora, com uma banda sonora à altura da cidade.

 

http://www.europeanconsumerschoice.org/travel/visit-porto-travel-guide/

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obras do "divino" Espírito Santo

por contrário, em 09.08.14

Ele há coincidências dos diabos! De facto, há coisas que nunca mudam neste "paísinho" encurralado e sequestrado por políticos e empresários meia-tijela.

 

A Herdade da Comporta é uma das negociatas que a familía Espírito Santo tinha em carteira, mas que agora vive momentos de tremenda incerteza, já que se trata de um negócio que foi parar ao BES Mau. Este empreendimento nunca se mostrou de interesse relevante para o país, ao contrário do que quis fazer crer Paulo Portas, quando patrocinou o contrato de investimento entre a AICEP e a empresa RioForte. Esse contrato foi assinado em Abril de 2013, era Paulo Portas ministro dos negócios estrangeiros. Não foi assim há tanto tempo, estávamos em pleno período de intervenção troikiano, onde um governo competentíssimo se gabava de ter posto termo ao período de impunidade e aos negócios ruinosos do Estado.

 

Muito bem, nessa altura, foi anunciado um investimento de mais de 90 milhões de euros, sendo que muitos desses milhões vieram dos fundos europeus, portanto, do bolso dos contribuintes. Mais uma negociata patrocinada pelos políticos do costume, com o dinheiro dos contribuintes, em favorecimento de grandes grupos económicos privados. 12.500 hectares de propriedade (que muitos garantem que foi usurpada na década de 50... não me admirava nada...) com cerca de 12km de praias, destinados a um investimento de luxo (ao qual Paulo Portas não quis ficar de fora) cujo proveito de utilização só estaria ao alcance de alguns privilegiados. O próprio Ricardo Salgado tratou logo de construir uma enorme moradia em plenas dunas, mas com uma maravilhosa vista para o mar.

 

A destruição das dunas e os demais atentados ambientais nem sequer foram considerados por Paulo Portas, que garantiu que este investimento turístico iria perdurar no tempo e que defendia a costa alentejana. Disse também que era o maior investimento turístico da última década em Portugal. Pois bem, aquele que, para Paulo Portas era o maior investimento turístico da década em Portugal, agora é considerado pelos próprios detentores da propriedade como um negócio tóxico, um mau investimento e que, por essa razão, foi parar ao Banco Mau.

 

Paulo Portas afirmou nos últimos dias que a solução "Novo Banco" e "Banco Mau" para o BES foi a melhor solução encontrada, dando o seu total aval. Portanto, Portas considera que o maior investimento turístico da década, que ele apadrinhou e enviou dinheiros públicos, é também um investimento tóxico. É aquela dualidade irrevogável de Paulo Portas...

 

Seria interessante saber o que diz agora Paulo Portas sobre este investimento? Agora que as obras na Herdade da Comporta estagnaram. Serão estas as chamadas obras do "divino" Espírito Santo?

 

Estará Paulo Portas interessado em, pelo menos, garantir que os milhões provenientes de fundos públicos sejam devolvidos ao Estado, caso a obra não seja concluída? Ou será que já foram enterrados juntamente com os alicerces da luxuosa mansão de Ricardo Salgado?

 

E, porque será que tudo o que mete Paulo Portas e BES cheira sempre a esturro? Será que já se esqueceram do caso Portucale? Depois do abate de milhares de sobreiros, das várias assinaturas ministeriais de ex-ministros do CDS-PP e, sobretudo, dos vários depósitos bancários em contas do CDS-PP sediadas no BES, foi o próprio banco que acabou por denunciar a situação. Ele há coisas dos diabos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carlos Moedas foi o escolhido de Passos Coelho para ser o comissário português em Bruxelas. É sabido que não foi a primeira escolha, já que a ministra das finanças estava "mortinha" por dar à sola, mas as velhas guardas laranjas puxaram as orelhas a Passos e este escolheu Moedas. Eu não tenho dúvidas que o próprio Passos Coelho desejaria indigitar-se a ele próprio para o cargo, mas isso seria uma hecatombe.

Porquê Moedas?

Terá ele o perfil ideal para este cargo? Que experiência tem em assuntos europeus? Que experiência relevante tem na política externa e até mesmo interna? Não havia ninguém com melhor perfil, independentemente da sua cor partidária?

Bem, Moedas é engenheiro civil e isso deve ter muito a ver com o cargo de comissário europeu... Também tem no currículo um MBA em Harvard, comprado propositadamente para dar o salto para o Goldman Sachs, onde foi muito bem recebido por António Borges (quem mais?). Portanto, tudo sempre com muito mérito e capacidade pessoal, sem qualquer apadrinhamento político. Mas, não quero insinuar que Moedas não tem competência, ele próprio criou uma empresa de sucesso na área do calçado... não, não, foi na área têxtil... oh... enganei-me outra vez... foi no sector das pescas ou agricultura... Agora a sério! Criou uma empresa na sua área de formação, pois claro, criou uma empresa na área de engenharia civil e/ou construção. Esperem! Acho que não estou bem informado... vou ali à Wikipédia e já volto... ah, a empresa que Carlos Moedas criou foi na área da "gestão de investimentos". Pois! "Gestão de Investimentos". Como é que isso não me ocorreu logo? Gestão de investimentos, essa actividade nobre, honesta e transparente, bem ao jeitinho de Carlos Moedas.

O trabalho mais conhecido de Carlos Moedas foi a célebre fotografia que tirou ao ex-ministro das finanças Teixeira dos Santos e Catroga (aquele dos "pintelhos"). Naquela altura, Moedas já tinha acesso ao telemóvel de Catroga... Portanto, trata-se de um menino que já de lá vem! Não é um gajo qualquer.

Moedas foi também, até hoje, um excelente servil da troika e da Merkel, um carrasco dos portugueses. Agora vai receber a sua merecida recompensa pelo trabalho fiel e dedicado que teve ao serviço desses merdáceos. O PSD descreve-o como um "homem inconformado" com a situação de Portugal e, à semelhança de todos os inconformados e patriotas laranjas resolveu bazar daqui para fora. Assim aconteceu com o Álvaro, com o Gaspar e, há bastante mais tempo, com Durão Barroso. Aliás, as semelhanças de Moedas com Barroso são muito interessantes. Barroso, esse jovem do MRPP, mais um inconformado com o poder capitalista que à primeira oportunidade se alaranjou, abocanhou na gamela cavaquista enquanto pôde e fugiu na primeira oportunidade. Moedas é um alentejano, oriundo de família comunista, mas que também se soube alaranjar em devido tempo, abocanhar a gamela e, consequentemente, fugir na primeira oportunidade.

Aprendam com este menino. Não é preciso ser-se grande, nem mesmo em altura. Há que saber identificar a escada do poder e subi-la com rapidez.

A farsa destes políticos continua em direcção à inevitável tragédia e muitos outros "inconformados" se seguirão neste êxodo.

Os tempos podem mudar, mas as vontades não.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D