Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Cecil, o Rei Leão!

por contrário, em 29.07.15

Retirado de telegraph.co.uk

 

Certamente já todos ouviram falar sobre o que aconteceu ao Cecil, um leão que vivia tranquilamente num Parque Natural do Zimbabué. Segundo agora consta, Cecil era um animal "especial", tinha 13 anos e era o leão mais famoso nas redondesas. Mas isso importa para o caso? Importa, mas não muito. Se fosse outro leão, ou outro animal qualquer, já seria desculpável o que aquela besta lhe fez? Sim, porque não foi a primeira e, dúvido que seja a última, que este camone faz destas coisas.

 

Um idiota americano que, segundo a comunicação social é dentista, não sei o que isso interessa para o caso... deve ser por causa do estúpido e caiado corta-palha que faz questão de ostentar. Este energúmeno chama-se Walter James Palmer. Fixem bem o nome e a cara da besta, e espetem-lhe uma flecha no lombo caso se cruzem com ele, ou então enfiem-lhe um comboio naquela boca.

Hunted: Walter James Palmer was identified on Tuesday by both the Zimbabwe Conservation Task Force and the Safari Operators Association of Zimbabwe as the American hunter, a name that police then confirmed

Retirado de dailymail.co.uk

 

Este boçal atraiu o animal para fora da sua área habitual, atingiu-o com uma flecha ferindo-o gravemente, e perseguiu-o durante mais de 40 horas para acabar com o serviço, matando o leão Cecil a tiro. Um verdadeiro herói este senhor doutor. Se gosta de enfrentar animais, que o faça de olhos nos olhos, sem recurso a armas. Ou será que o herói americano não tem "balls" para isso? 

 

Depois do caso se tornar conhecido, o idiota resolveu dizer que só soube que o leão era o Cecil no fim da caçada. Como se isso mudasse alguma coisa. Disse ainda que "lamentava a morte deste leão". Em primeiro lugar, esta besta não lamenta nada, está é com medo do que lhe possa acontecer agora, o cobardolas. Segundo, com estas afirmações está também a dizer que se fosse outro leão, estaria profundamente orgulhoso do que fez, tal como se orgulha de todas as dolorosas e injustificadas mortes que infligiu a muitos outros animais.

 

Infelizmente, este tipo de ser não é peça única. Existem muitos por aí a praticar o mesmo tipo de caçadas. Sinceramente, espero que a lei actue de forma exemplar. Ou então... é começar a permitir a organização de caçadas a tipos como este, nas mesmas condições com que está habituado. É que eu ando a ficar com uma vontade de dar umas flechadas e espetar uns balázios...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Delírios de Pires de Lima (parte 2)

por contrário, em 25.07.15

Agora que já bebi uma cerveja fresquinha acompanhada de um pires de... tremoços, regresso para adicionar mais uns considerandos ao último texto aqui publicado. Pires de Lima consegue ser tão profícuo na arte do asneiredo, que me obriga a vir cá escrever novamente.

 

Creio que hoje ainda todos se lembram o que Pires de Lima disse ontem (ver Delírios de Pires de Lima), apenas o próprio parece já ter esquecido. A volubilidade da ressaca é algo que pode apresentar sinais de amnésia. Outra coisa que potencia a constância dos tresvarios é o estado de bebedeira permanente, o chamado pifão eterno. Ou então é mesmo a conveniente arte de mentir.

 

Depois de ontem ter alertado para o perigo dos políticos que fazem promessas na esperança de conseguir um lugar no governo, e de ter afirmado que os portugueses gostam de políticos que dizem a verdade, hoje, Pires de Lima, veio dizer que a coligação vai diminuir a carga fiscal (IRS e IRC) e aumentar o salário mínimo.

 

Mas... ATENÇÃO! Aos "soldados disciplinados" tudo é permitido.

 

Saia outra cerveja fresquinha se faz favor!

Hoje não quero tremoços, pode deixar o pires na prateleira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Delírios de Pires de Lima

por contrário, em 24.07.15

É o que acontece quando se dá entrevistas à frente de uma estante onde se pode observar garrafas, copos, decantadores, etc. Pires de Lima afirmou que "há políticos que vendem ilusões na esperança de conseguir um lugar no governo" e que "os portugueses gostam de governantes que falam a verdade". Bem, já toda a gente se apercebeu que aquilo que a maioria dos portugueses gosta é de políticos aldrabões. Pires de Lima ainda não se deu conta.

 

Pires de Lima voltou a afirmar que não haverá descida na taxa de IVA no sector da restauração. Portanto, Pires de Lima pediu aos portugueses que não votem em políticos como ele, Paulo Portas e Passos Coelho. Já todos conhecemos bem as mentiras e promessas falsas que os partidos da coligação fizeram em 2011. Para quem já se esqueceu, pode aqui recordar algumas. Foi precisamente Pires de Lima quem prometeu que iria baixar a taxa de IVA na restauração e, como se viu, não só não cumpriu como não cumprirá. Pires de Lima alega em sua defesa, que tudo fez para cumprir a promessa, mas como é um "soldado disciplinado" (expressão utilizada pelo próprio) limitou-se a seguir a decisão do governo. (?!*#"?) Mas quem é o governo? É Passos? É Portas? É a troika? Pires de Lima não é com certeza.

 

Outra conclusão interessante que se pode retirar das últimas declarações de Pires de Lima é que, qualquer político pode vender ilusões na esperança de conseguir um lugar no governo, desde que seja um "soldado disciplinado". Porque quando se é um soldado disciplinado, seja do governo, de Passos, de Portas, troika ou do raio que o parta, pode-se prometer tudo, que é sempre legítimo. E assim é-se sempre um governante sério.

 

A cerveja faz mal ao cérebro?

Não?!

Então venha uma fresquinha e um pires de... tremoços. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais uma Assunção de reforma para Esteves?

por contrário, em 23.07.15

Ontem decorreu na Assembleia da República a última sessão plenária desta Legislatura. A Presidente da AR, Assunção Esteves, despediu-se de todos os deputados afirmando que: "presidir ao Parlamento foi a maior honra da minha vida".

 

Pudera! Trabalhinho santo, constituído por leituras engasgadas das Ordens de Trabalho que lhe colocaram à frente e mais umas quantas citações de Simone de Beauvoir. Assunção Esteves regrou o seu mandato na presidência da AR numa descarada subserviência aos partidos da maioria e do governo, constituindo-se quase sempre como um agente político sem isenção. Em vários momentos, não conseguiu esconder os seus tiques fascistas impondo a sua prepotência às pessoas que se manifestavam nas galerias. Certamente que teria outra atitude se as pessoas fossem lá bater palmas ao Passos Coelho. Teve ainda, pelo menos um episódio, em que insultou as pessoas que se encontravam nas galerias da AR. Creio que nenhum Presidente havia chegado a esse ponto. E tudo passou em claro. Inaceitável.

 

Mas, Assunção Esteves mostrou-se muito satisfeita com o "seu protagonismo" e, acima de tudo, muitíssimo honrada com a experiência. Eu acho que ela já está a pensar no recebimento de uma nova reforma. Para quem está reformada desde os 42 anos com a insignificante quantia de €7.255,00 (razão pela qual abdicou do salário de Presidente da AR), isto agora é sempre a somar créditos...

 

Ai ai... como dizia Simone de Beauvoir, "o mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles"

Autoria e outros dados (tags, etc)

David Gilmour - Rattle That Lock

por contrário, em 22.07.15

RECOMENDAÇÃO #3

 

ARTISTA: David Gilmour

ÁLBUM: Rattle That Lock

Data de lançamento: 18 de Setembro de 2015

1.º Single: Rattle That Lock, 17 de Julho de 2015

 

 Retirado de www.davidgilmour.com

 

David Gilmour lançou no passado dia 17 deste mês o seu novo single “Rattle That Lock”, que serve de apresentação ao seu novo álbum, com o mesmo nome, que será lançado a 18 de Setembro. Tratando-se de David Gilmour, não resisto em avançar já com a recomendação.

 

É o regresso do guitarrista da mítica banda Pink Floyd, com o seu quarto álbum de originais a solo. O novo trabalho contará com 10 temas originais, 5 dos quais com letras de Polly Samson (mulher de David Gilmour), que já havia escrito para o anterior álbum do músico On An Island, e nos dois últimos álbuns dos Pink Floyd, The Division Bell e The Endless River. Gilmour escreve em apenas 2 temas, sendo que os restantes temas não têm letras, apenas instrumental. “Apenas” é como quem diz, já que os instrumentais de David Gilmour são de uma qualidade suprema, dispensando muitas vezes o recurso à escrita e aos vocais.

 

Será, com toda a certeza, mais um magnífico álbum, obrigatório na colecção de discos de qualquer pessoa com bom gosto. Mas isso sou eu a dizer…

 

Para já, há que aproveitar a escuta do single de apresentação Rattle That Lock. As quatro notas que iniciam o tema e que se repetem ao longo da canção são inspiradas no jingle que se ouve imediatamente antes a cada aviso feito nas estações de caminho-de-ferro francesas, que o próprio David Gilmour gravou com o seu telemóvel enquanto esperava na estação Aix-en-Provence. E daí nasceu esta boa canção.

 

 

Alinhamento de Rattle That Lock:

  1. 5 A.M.
  2. Rattle That Lock
  3. Faces Of Stone
  4. A Boat Lies Waiting
  5. Dancing Right In Front Of Me
  6. In Any Tongue
  7. Beauty
  8. The Girl In The Yellow Dress
  9. Today
  10. And Then…

Autoria e outros dados (tags, etc)

AsSUMA Marco António Costa

por contrário, em 20.07.15

Marco António Costa (o "bigmac" impróprio para consumo) é o vice-presidente do PPD/PSD (leia-se com aquela entoação à Santana Lopes) e isso significa, entre muitas outras coisas, ser o porta-voz dos laranjas. E, tal como já aqui escrevi (ver A vocação do PSD para ser oposição), o PPD/PSD é um partido com uma deformação congénita. É um partido que só sabe ser oposição, mesmo quando está no poder. O mais engraçado é que fazem uma oposição mais agressiva quando estão no poder do que quando são realmente oposição. O medo de perder os tachos parece ser muito maior do que a vontade de os ter.

 

Também referi que o PS é o farol da Direita e é bem verdade que os laranjas insistem em comprová-lo (ver O PS é o farol da Direita).

 

Recentemente, Marco António Costa (mais um cuco-político) acusou António Costa (ora deixa cá ver… António Costa quem é… ah pois, o líder do PS – lá estão eles no poder a fazer oposição à oposição) de “estar zangado com as boas notícias sobre o emprego”. Mas que boas notícias Marco António? AsSUMA que não há boas notícias, principalmente em relação ao emprego.

 

Marco António também não se dá muito bem com a verdade e ficou muito chateado por António Costa (lá está) ter dito que Passos Coelho enganou os portugueses. Portanto, para Marco António, o primeiro-ministro nunca enganou os portugueses e nunca mentiu, tal como ele próprio, presumo. AsSUMA Marco António Costa! Não têm feito outra coisa senão mentir aos portugueses.

 

Só para que conste, a 21/03/2014 Marco António Costa afirmou: “…o PS ontem não pôde fugir mais à questão e teve que reconhecer (..) perante a opinião pública que estava a enganar os portugueses e a iludir os portugueses”.

 

Afinal, Marco António Costa também usa o mesmo fluxo de linguagem de António Costa, que ele tanto repudia. AsSUMA-se Marco António Costa!

 

A 06/02/2011, Marco António acusou o PS de ser liberal no que diz respeito a privatizações. Pois é. Nos últimos quatro anos viu-se quem é liberal nas privatizações, não é senhor Marco António Costa? AsSUMA-se!

 

Nesse mesmo dia, acusou o Partido Socialista de favorecer interesses privados em detrimento dos interesses públicos. Pois é… agora está indiciado por motivos semelhantes, entre outros, por aquilo que andou a fazer na Câmara Municipal de Gaia (a mais endividada do país, desde que de lá saiu).

 

Marco António Costa também acusou o PS (em 2011) de estarem a promover a facilitação dos despedimentos, nomeadamente “embaratecer o despedimento em Portugal”, de efectuar cortes cegos nos apoios sociais e nos vencimentos da função pública. E o que fez o seu governo assim que assaltou o poder? AsSUMA-se senhor Marco António Costa.

 

Marco António Costa é assim. Só fala do PS, e nisso justiça lhe seja feita, como porta-voz, perdão, vice-presidente do PPD/PSD, que como se sabe é SEMPRE o maior partido da oposição, tem mesmo que ser obcecado pelo PS, perito na mentira e na distorção da verdade, e depois aparecer em público tentando passar a imagem de virgem púdica.

 

Ó Marco António, asSUMA-se carago!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que se passa com António Costa?

por contrário, em 19.07.15

O que se passa com António Costa? De repente, um político experiente transformou-se num aparente ingénuo. Quase em cima da campanha eleitoral para as Legislativas e António Costa, o líder do maior partido da oposição, mais parece um gatinho sem garras.

 

Nas entrevistas comporta-se como se carregasse a culpa do mundo “às costas”. É certo que alguma classe jornalística se comporta mais agressiva com ele do que com quem está no poder, ou seja, a habitual independência do jornalismo nacional. No entanto, esperava-se que António Costa soubesse impor-se perante os factos. Porque é de factos que os políticos deveriam falar e Costa tem muitos factos relevantes para falar, nomeadamente sobre a péssima governação da coligação nos últimos quatro anos.

 

Quando olhamos para os jornais e televisões, vemos um António Costa incomodado com as anteriores governações socialistas (e já lá vão vários anos) e com uma argumentação pouco acutilante em relação ao actual governo. Às vezes até parece que se sente culpado pela má governação desta coligação.

 

O que se passa com António Costa? É a pergunta que se impõe. Ou deverei perguntar “o que se passa com o PS”? Será que contrataram assessores de imprensa e de campanha alaranjados? Ou perderam de vez o discernimento para desempenhar o seu papel? Ou ainda, será que o discurso de Passos Coelho é tão convincente, que o próprio António Costa começa a acreditar.

 

Eu, cada vez que ouço o Passos Coelho a falar só me apetece espancá-lo. Claro que não aconselho António Costa a fazê-lo, mas que diabos, Costa tem razões, capacidade e acima de tudo, tem imensos factos para atirar à cara de Passos Coelho. E a única coisa que faz é aquele discurso educado, muitas vezes atabalhoado e sem chama. Só lhe falta atirar pétalas de rosas. Estará Costa à espera da campanha propriamente dita? Se calhar vai tarde…

 

Mas Costa tem demonstrado outras inconformidades. Um exemplo disso é a sua posição face ao que se passa com a Grécia. Nestes assuntos não pode haver dualidades, tem que haver convicções.

 

Mas o pior foi a escolha dos cabeças de lista às Legislativas. Com que então há que renovar e diversificar o topo das listas? Muito bem. Mas só o topo? O resto das listas como fica? Os mesmos de sempre? Porquê renovar apenas o topo das listas? Que tipo de consistência tem esse raciocínio? Quando os lugares seguintes serão ocupados pelos mesmos.

 

E os independentes? Em primeiro lugar, gostaria que me demonstrasse que tipo de independência tem os ditos “independentes”. Segundo, estas ideias “seguristas” são para continuar? A tão famigerada abertura do partido à sociedade. A célebre jogada de credibilização dos partidos. Mas isto faz algum sentido? Um partido tão grande como o Partido Socialista não tem capacidade de encontrar soluções internamente?

 

Mais perguntas para António Costa: Então, dentro dos milhares de militantes que tem o Partido Socialista não há gente credível? A renovação das listas não pode ser feita com gente de dentro, gente capaz e que nunca teve oportunidade de fazer parte das listas? O PS não tem nenhum militante que nunca tenha desempenhado cargos políticos, mas que seja competente, idóneo e com provas dadas na sociedade? Serão todos os militantes socialistas gente alienada da sociedade portuguesa? Ou gente adestrada pelos barões do partido? Acredito que muitos são, mas serão todos assim? Ou será que estes independentes não passam de indivíduos com o rabo preso? E, alguns deles até renunciarão ao cargo de deputado. E, afinal, temos mais do mesmo mas de forma encapotada.

 

Este PS (os dirigentes, claro) e, em particular, o seu líder parecem envergonhados daquilo que são e representam. Não confiam naqueles que os acompanham porque os conhecem bem. Têm medo do que os eleitores vão pensar se os virem no topo das listas. Não aceitam renovar as listas com gente de dentro, que nunca tiveram uma oportunidade. E, logo a seguir às caras lavadas que agora aparecem no topo das listas, vêm os mesmos do costume.

 

Este PS anda muito desorientado…

Autoria e outros dados (tags, etc)

Idiossincrasias dos mercados

por contrário, em 17.07.15

Os mercados...

Essa coisa intangível e intocável. Apenas ao alcance de algumas manápulas.

Uma certa classe de políticos, uma certa classe de economistas e uma certa classe de jornalismo têm-nos impingido a ideia de que os mercados são sagrados. Não se pode fazer nem dizer nada porque isso assusta os mercados. E toda a gente sabe o que acontece quando os mercados se assustam.

 

Os mercados são assim. Robustos, imponentes e prepotentes mas, incompreensivelmente, assustam-se com muita facilidade. Se os mercados fossem uma pessoa seria uma espécie de Cristiano Ronaldo, sempre preparado e em boa forma, mas que quando vê uma aranha maior que meio centímetro se tranforma em Cláudio Ramos e desata aos pulos em cima da cama.

 

Note-se que os mercados são capazes de ficar com os nervos em franja por causa daquilo que acontece em Portugal, ou na Grécia ou até mesmo Chipre. Os mercados têm destas coisas.

 

Neste momento, a Grécia prepara-se para efectivar um terceiro resgate. O governo grego vive uma profunda crise interna e o cenário de eleições antecipadas ganha cada vez mais força. Os bancos continuam fechados e há tumultos nas ruas de Atenas. As instituições europeias estão em alvoroço, o ministro das finanças alemão sugere a saída da Grécia da Zona Euro e Angela Merkel afirma que se perdeu a confiança na Grécia. Portanto, há inquietação, desordem e incerteza por todo o lado. MAS, lá para os lados da terra do tio Sam os mercados estão em alta.

 

Os mercados são mesmo uma coisa formidável.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cavaco e o S. Pedro

por contrário, em 14.07.15

Atentemos em duas afirmações recentes de Cavaco Silva, sobre as negociações entre o governo grego e as instituições europeias e troika.

 

Cavaco Silva a 29 de Junho de 2015:

 

"gostaria que houvesse um entendimento" mas "acreditar (nisso) é outra coisa"

 

Cavaco Silva hoje (15 dias depois):

 

"sempre estive convencido que na 25.ª hora seria encontrada uma solução"

 

Só faltou dizer que a solução encontrada partiu do Passos Coelho, ou até mesmo dele próprio. Senilidade? Não, claro que não. O homem está na posse de todas as suas faculdades mentais. E tal como ele próprio afirmou, ele nunca se engana e raramente tem dúvidas.

 

Eu tenho uma teoria que explica esta perturbação de Cavaco. Foi o S. Pedro. Tem que haver dedo do S. Pedro nisto. Vejamos, S. Pedro era pescador e reza a história que tinha uma grande frota de barcos. Era um amante do mar. Por outro lado, Cavaco Silva sempre detestou o mar e as pescas, tendo destruído completamente o sector em Portugal, que tem uma das maiores zonas económicas exclusivas do mundo.

 

É claro que isto chateou o S. Pedro, pois com certeza que sim! Mas há mais... Reparem, a primeira declaração de Cavaco foi a 29 de Junho - dia de S. Pedro! Ora toma Cavaco! Que é para aprenderes a não brincares com o sector das pescas. E hoje? Cavaco voltou a disparatar. Onde? Na Póvoa de Varzim, numa jornada dedicada à fileira da pesca. Ora aí está! Meteu-se com o S. Pedro outra vez. Então não sabe que o S. Pedro é o santo padroeiro da cidade. Vai ter que aprender que não se brinca com os homens das pescas, muito menos com o S. Pedro.

 

Se esta minha teoria ganhar corpo, tenho para mim que, um dia, quando Cavaco tiver que enfrentar o S. Pedro em pessoa, este o enviará imediatamente para a doca de baixo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eis que, por acaso, Passos salvou a Grécia

por contrário, em 13.07.15

É a última patranha de Passos Coelho. Segundo o próprio, foi ele que desbloqueou a já demorada situação de impasse da Grécia. Passos Coelho disse: "Foi justamente uma ideia que eu sugeri e que verifico que acabou por ser utilizada pelos negociadores com o primeiro-ministro grego".

 

Haja lata! Depois de tudo ter feito pela condenação da Grécia nas negociações, quer nas luzes da ribalta quer por detrás da cortina, vem agora dizer que ajudou a resolver o imbróglio. Cavaco, Passos e a sua professora de estimação (que agora é ministra das finanças) andaram como três pinschers raivosos de volta dos tornozelos da senhora Merkel e da senhora Lagarde, para que não tivessem dó nem piedade com o governo grego, sim, porque a questão deste demorado impasse foi sempre o governo grego e não a situação da Grécia. O objectivo foi sempre um e só um: derrotar e fazer cair o governo grego. Mas isso não aconteceu nem vai acontecer, para já. E a situação da Grécia, como toda a gente pode perceber pelo conteúdo deste acordo, manter-se-á no fio da navalha. Tal como a situação de Portugal. 

 

A questão foi sempre política e, sobretudo, saber quem poderia sair a ganhar mais desta trapalhada. Parece óbvio que quem tirou mais dividendos políticos foi o governo grego, para mal dos pecados da maioria dos governos europeus de direita. O desespero desses governos (principalmente os que terão que ir a votos em breve) é tal que, estão capazes de comer o pão que o diabo amassou.

 

Passos Coelho está tão desesperado e frustrado com este acordo conseguido pelo governo grego, que não perdeu tempo em dizer que foi obra dele. Passos Coelho não foi capaz de renegociar um novo acordo para Portugal, mas foi capaz de fazê-lo para a Grécia. Talvez porque ame o povo grego, talvez porque seja o candidato mais grego às próximas Legislativas em Portugal...

 

Ou então é mesmo falta de vergonha nas ventas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D