Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


RTP, Júlio Isidro e as profissões

por contrário, em 07.03.17

No passado Domingo, Júlio Isidro foi homenageado pelos seus 57 anos ao serviço da RTP, numa altura em que decorria a final do Festival da Canção e se comemorava os 60 anos da televisão pública. Num discurso aparentemente improvisado, Júlio Isidro disse que nunca pensou em "fazer televisão", a profissão que queria era funileiro.

 

Eu acho que um funileiro faz funis, mas Júlio Isidro disse que queria ser funileiro porque sempre gostou de arranjar tachos e panelas, para logo de seguida afirmar (com alívio) que percebeu a tempo que "arranjar tachos e panelas" não era a sua profissão. Pois, cá para mim, o Júlio Isidro arranjou um grande tacho quando entrou na RTP e, desde então, não mais parou nessa hábil e reiterativa tarefa de "produzir tachos e panelas".

 

Ele não sabe, mas na sua acepção de funileiro, Júlio Isidro tem sido um mestre e a RTP uma das maiores funilarias do país. Parabéns RTP.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D