Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Tony, uma jóia de moço

por contrário, em 22.09.17

Tony Carreira está acusado de 11 crimes de usurpação e contrafacção. O Ministério Público acusou o cantor de plagiar 11 músicas, com a ajuda do seu colaborador de longa data Ricardo Landum, que também está acusado dos mesmos crimes mas, ao que parece, apenas em 9 temas. A dupla maravilha apropriou-se de canções de outros artistas e publicaram-nas como se fossem suas.

 

Como se sabe, a queixa partiu da editora Companhia Nacional de Música já em 2012, mas o Ministério Público só agora produziu a acusação. Saliente-se que este assunto é do conhecimento público há cerca de 10 anos, altura em que todos puderam tomar conhecimento das fontes de inspiração de Tony e Landum. Não se percebe porque demorou tanto tempo a produzir a acusação.

 

Qualquer pessoa cujas capacidades auditivas não estejam comprometidas percebe facilmente que as canções visadas são casos flagrantes de plágio. Nalguns casos, nem se deram ao trabalho de alterar a letra.

 

Entretanto, o Tony, que é uma jóia de moço, tem-se desdobrado em entrevistas televisivas, na esperança de limpar a sua imagem. Tony alega que estão a tentar denegrir a sua imagem e aponta que quem tem uma atitude destas “não tem um bom íntimo”, “não é de boa índole”. Curiosas afirmações vindas de alguém que construiu uma carreira à custa da apropriação do alheio. Vá, chega de paninhos quentes, “apropriação do alheio”, “usurpação”, “utilização indevida” são expressões para os advogados usarem, o que aqui se fala é de roubo! Sim, o Tony e o Landum roubaram à grande e acumularam riqueza em cima desses roubos. Considere-se ainda que, Ricardo Landum, há não muito tempo atrás processou um cantor brasileiro, chamado Gusttavo Lima. Ricardo Landum acusou Gusttavo Lima de este lhe ter usurpado um tema que compôs para outra pérola da música portuguesa, de seu nome Leandro. Trata-se da canção “Que Mal Te Fiz Eu”, que o cantor brasileiro terá usado sem autorização de Landum, que no exercício da defesa dos seus direitos, processou o cantor brasileiro. Consta que Landum terá sido indemnizado em algumas centenas de milhares de euros. Agora que estão a ser acusados de apropriação indevida de direitos que não lhes pertencem, reagem da forma que se vê, como se fossem vítimas. Resta saber se o tema que Landum diz ser de sua autoria é realmente seu. Cá para mim ainda viremos a descobrir que pertence a uns Pimpinela quaisquer.

 

Mais, eu duvido que alguma música do Tony Carreira e do seu compincha Landum sejam originais dos próprios. Talvez tenhamos mais novidades sobre estes dois e seus artistas afiliados num futuro próximo. Quem quiser divertir-se pode começar já por investigar os filhos do Tony. As Tentações é que conheciam bem o Tony, mas ninguém lhes deu ouvidos…

 

O Tony, que é uma jóia de moço, disse ainda, em sua defesa, que já resolveu o assunto em relação aos temas que suscitam dúvidas de pertencerem a outros artistas. Dúvidas? Mas quais dúvidas? Tony disse que chegou a acordo em 3 desses casos, mas não teve a coragem de explicar esses acordos e, pior que isso, não foi capaz de clarificar em que situação ficaram os restantes temas. Deixou cair a ideia que “os outros não se queixaram”. Isso quererá dizer que o Tony, provavelmente continua a utilizar esses temas como se fossem seus. Saberemos disso, entretanto.

 

Tony disse também que não deve desculpas a ninguém. Está enganado. Se fosse um verdadeiro profissional (se fosse profissional não roubava canções), digamos antes, se fosse minimamente profissional, ou se tivesse o mínimo de respeito pelos outros artistas, pelos seus fãs e pelo público em geral, certamente sentir-se-ia no dever de pedir desculpas pelo sucedido. Dizer que foi ingenuidade ou inexperiência da sua parte não é mais do que tentar fazer passar a ideia do falso-inocente, algo típico neste tipo de personalidade. Na verdade, Tony tem conseguido levar a sua estratégia e fazer com que muitos acreditem na sua inocência, o que é incrível. Bom, não podemos ficar alheios às magníficas campanhas de limpeza de imagem que alguns canais de televisão, jornais e revistas tiveram há cerca de 10 anos (quando o caso rebentou), bem como agora. O Tony tem (sempre teve) via aberta nos meios de comunicação social e, como bem sabemos, em Portugal, basta aparecer na TV, de preferência num programa transmitido em alta definição, para que se consiga passar a ideia do bom rapazinho. E o Tony é isso mesmo. Um bom rapazinho que até dá uns trocos, de vez em quando, aos bombeiros da Pampilhosa, vejam só! Só ainda não deu para perceber a razão pela qual a comunicação social se prostra tanto para o Tony. Será ele o verdadeiro dono disto tudo?

 

O mais curioso é apreciar a quantidade de gente que, depois de tão claras evidências, ainda é capaz de o defender. Eu não conheço o Tony, mas caso conhecesse ou fosse amigo dele, jamais seria capaz de o defender neste caso, pois isso seria o mesmo que passar um atestado de incapacidade mental a mim próprio. De certa forma, até fico satisfeito que o Tony consiga engrupir tanta gente. É que quem se deixa ludibriar desta maneira, não merece outra coisa. O que me chateia é que o meu sentido de justiça fala sempre mais alto. Mas por que raio é que eu tenho esta mania de ser honesto? Já devia ter percebido que em Portugal isso não dá bom resultado...

 

Será assim tão difícil perceber que plágio é crime? Plagiar é roubar e roubar é crime. Certo? Imaginem só, vai um marmanjo na rua (um tipo qualquer, pode chamar-se António Manuel ou Francisco Manuel, escolham vocês) e mete a manápula na mala da dona Pimpinela, que passeia distraidamente pela praça, sacando-lhe a carteira cheia de notas (tinha acabado de levantar a reforma) e desata a fugir. Nisto, um polícia que estava ali por perto vai atrás do marmanjo para o deter e, eis que do nada, aparece um bando de pessoas a insultar o polícia, chamando-o de invejoso, frustrado, que não tem vida própria e coisa e tal, incitando-o a deixar o marmanjo em paz, porque o marmanjo é uma jóia de moço, ele até deixou uma moedinha na lata do pedinte que estava ali deitado no chão. Mas fugiu com o maço de notas. Estão a ver? É a mesma coisa.

 

Pois é… por certo, ainda vamos continuar a ver por aí muita gente a defender o Tony, com unhas e dentes, acusando todos os que o criticam de terem inveja dele. Hilariante! Quem poderá ter inveja de alguém que comete crimes? É preciso ser-se muito pequenino, que é como o Tony deverá estar a sentir-se agora.

 

Este país é mesmo um paraíso para os corruptos, sobretudo para os bem-sucedidos, sejam eles políticos, empresários, banqueiros ou cantores. Em certa medida, este caso serve também para demonstrar a razão pela qual as coisas em Portugal são como são. Que as pessoas tenham fraco gosto musical é aceitável, agora que defendam criminosos só porque esses lhes parecem fofinhos, já é algo que fica muito para lá do tolerável.

 

Ai destino, ai destino…

(para quem só entende carreirês: Zingarella, zingarella…)

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De OBLADI OBLADÁ a 22.09.2017 às 11:20

O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro. O Tony é um azeiteiro.
Imagem de perfil

De opinante a 22.09.2017 às 14:35

É mesmo... Este país é mesmo um paraíso para todo o tipo de criminosos, à uns dias atrás comentei a notícia de plágio do Tony Carreira da seguinte forma:
«Ouvi a amostra de músicas que foram postas a público e devo dizer que não percebendo nada da coisa elas pareceram-me idênticas demais, este caso não me diz nada, parece-me no entanto ridículo o tempo para analisar este assunto e não existir nenhum técnico capaz ou com coragem de o fazer será que não se passarão outras coisas?»
Apenas acho que cometi o erro de afirmar que este caso "não me diz nada", deverá ser por isso que este país é um paraíso para criminosos porque achamos que existem casos de claro crime que não nos dizem nada e não lhe dando importância como fazem as instituições que têm o dever de actuar sobre acções criminosas é que estamos infestados de políticos, bancários, presidentes de empresas, administradores, gestores, funcionários de instituições públicas e todo o tipo de criminosos que parasitam ao nosso redor engordando sem despudor.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D