Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

O maior embuste político!

Nas últimas semanas temos assistido ao que se pode classificar como o maior embuste político, desde o 25 de Abril de 1974.

Tudo começou com a demissão do ex-ministro da Finanças Vítor Gaspar, seguindo-se o pedido de demissão de Paulo Portas e toda a palhaçada protagonizada por Cavaco Silva - o Presidente de 20% dos portugueses.

Todas as repugnantes movimentações políticas orquestradas a partir de Belém, não passam da maior encenação a que o povo português já assistiu, sendo que muitos ainda não tomaram consciência disso.

A VERDADE é que, a demissão de Vítor Gaspar, o pedido de demissão de Paulo Portas e todas as manobras presidenciais foram previamente pensadas e preparadas pela tríade fascista que lídera o contexto político nacional. 

Toda a gente já percebeu que Portugal não escapará a um segundo resgate, que representará mais austeridade em cima do povo português, algo que esta tríade manhosa já sabia há muito tempo. E sabia porque, primeiro, nada fizeram para que isso não acontecesse, segundo, porque não passam de gentalha amestrada pela troika, cujo único objectivo é subjugar a nação a interesses desconhecidos, tudo isto em nome do interesse nacional.

Ora, sabendo de tudo isto e sabendo também que o Partido Socialista se mantém de pedra e cal na frente das sondagens, Cavaco Silva, Passos Coelho e Paulo Portas, numa última tentativa de salvaguardar as suas posições de poder resolveram encenar todo este imbróglio político, com o único objectivo de comprometer o PS com toda a desgraça nacional e com o segundo resgate que está cada vez mais próximo.

Senão vejamos, o PS tem agora duas opções: aceitar o repto presidencial e comprometer-se com tudo aquilo que este governo fizer, o que significaria cair de podre juntamente com a coligação e, portanto, culpas repartidas. A outra opção é dizer NÃO, sabendo que serão acusados por muitos de nada fazerem em nome do "interesse nacional" e de se preocuparem apenas com resultados eleitorais. Não há, de facto, outra explicação para a actuação da tríade Cavaco-Coelho-Portas. Tendo levado o país para um buraco tão profundo e, principalmente, sabendo que vem aí mais austeridade, as suas únicas preocupações não são para com o povo português, mas sim para com o Partido Socialista. A única inquietação destes três é tentar impedir que o PS regresse ao poder. E enquanto o circo se desenrola, o país afunda-se cada vez mais.

Tudo isto ficou bem claro no discurso que o inválido de Belém fez ao país. Naquele discurso em que Cavaco dissolveu parcialmente a Assembleia da República, marginalizando logo à partida o PCP, o BE e os Verdes. E porquê? Porque o único objectivo é arrastar o PS para o lodo em que estão mergulhados.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.