Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Mr. Burns e Passos Coelho

Depois de explorar várias formas de elaborar o seu discurso, Bruno de Carvalho serve-se agora das características fisionómicas das pessoas para as tentar diminuir. Toda a gente sabe que me estou a referir ao facto de ter apelidado um dirigente benfiquista de "Mr. Burns", uma célebre personagem da banda desenhada "Os Simpsons". De facto as semelhanças são muitas, mas esperar que esta comparação seja usada por um presidente de um clube (grande como o Sporting) para debater assuntos, supostamente sérios, é algo que não lembra a ninguém com mais de 12 anos.

 

Achei curioso estes ilustres senhores usarem as redes sociais para lavar a roupa suja, parecendo mais uma disputa de pirralhos que outra coisa qualquer. Mais curioso foi o facto de o dirigente benfiquista (o apelidado de Mr. Burns) ter enfiado a carapuça e ter respondido a uma provocação tão infantil (mais que habitual em Bruno de Carvalho).

 

Só não consigo compreender por que razão o site do Sporting não informou que o clube acabou de vender Passos Coelho para o Génova... Ele há cada incongruência! Ou será coincidência?

Atenção! Há novas regras no futebol português.

Começou ontem o campeonato de futebol da primeira liga de clubes. Tondela-Sporting foi o jogo de abertura. Foi um jogo equilibrado, talvez com um pequeno ascendente para o lado do Sporting, que acabou por vencer a partida num lance muito peculiar.

 

Este jogo de abertura da primeira liga serviu, sobretudo, para demonstrar as novras regras que entraram em vigor nesta nova época e das quais não fomos avisados. Entre estas novas regras destacam-se, para já, as seguintes:

 

- Para haver lugar à marcação de pontapé de canto, não é necessário que a bola saia pela linha de fundo pontapeada ou tocada por um jogador da equipa que defende;

- Um jogador que efectue um lançamento lateral, pode agora entrar dentro do terreno de jogo, transportando a bola nas mãos quase até à entrada da área adversária;

- Quando houver uma disputa de bola em que a perna de um jogador choque com a perna do adversário é, automaticamente, grande penalidade, mesmo que o choque seja insignificante e não desequilibrador, mas, desde que o jogador que leva o toque seja da equipa teoricamente mais forte... Grande... Candidata ao título;

- Jogos com candidatos (ou pseudo-candidatos) ao título não podem terminar empatados. Se aos 90 minutos se verificar o empate, o árbitro dará início a um período de prolongamento.

 

Portanto, estas são algumas das novas regras que irão ser aplicadas ao longo da época que agora começou e, tenho para mim, que muitas outras novidades aparecerão no momento certo.

 

Importa também destacar a postura da comunicação social, sempre isenta, imparcial e sem cor. Primeiro jogo da época, o "eterno candidato" Sporting vê-se "à rasquinha" para vencer, é grosseiramente beneficiado pela arbitragem e na nossa comunicação social "nem uma palvra sobre isso".

 

Um último considerando para Bruno de Carvalho que, como é sabido, é a favor do sorteio dos árbitros (eu também sou), mas parece-me que para já deve estar muito satisfeito com a nomeação, já que desta vez não se apressou a fazer queixinhas.

 

P.S. O sms de Jorge Jesus a Carlos Xistra, antes do jogo: "Carlos Crixta, parcizo dum arranjinho teu pra comessar a vençer. Vê lá! É muita impartante!". O sms de Jorge Jesus a Carlos Xistra, no fim do jogo: "Xisto, muitóbrigados. Malhor naum podia ser. Estivestes no mássimo da chelênçia".

Sporting candidato a quê?

É todos os anos a mesma coisa! Realmente, não há nada como ter uma comunicação social especializada, isenta e sem cor clubística.

 

A cada início de época a história repete-se. Os candidatos ao título da primeira liga portuguesa de futebol são o Porto, o Benfica e, para meu espanto, o Sporting! Mas que raio de insistência estúpida! Por que razão é o Sporting um eterno candidato ao título? Historicamente, o Sporting é um gande clube e já ganhou muitos títulos de campeão nacional de futebol, mas isso já foi há tanto tempo que a maioria das pessoas nem se lembra. Repare-se: um indivíduo que tenha nascido em 1970 (tem hoje 45 anos) e lembrar-se-á de ter visto o Sporting ser campeão umas três ou quatro vezes... É muita poucachinho, como diria o JJ.

 

A verdade é que nas últimas épocas, em futebol jogado, o Sporting não tem sido melhor que o Vitória SC ou o Braga, simplesmente, estes dois clubes não usufruem das mesmas "ajudas" que lhes permitam trepar um pouco mais na tabela classificativa.

 

Só para que se note, nos últimos 30 anos (e 30 anos não é pouca coisa), quantos campeonatos venceu o Sporting? Dois. Apenas mais um que o Boavista. Por que raio o Sporting há-de ser um eterno candidato ao título? Porque ainda tem muitos adeptos? Porque a comunicação social entende que assim deve ser? Ou será que aquilo que a comunicação social pretende é ver a casa do leão a arder? Enchendo-os de basófia no início da época, para que depois o sofrimento seja ainda maior na hora da derrota e do falhanço do objectivo? Fico na dúvida... Deve ser um misto de ambas as coisas, o que causa muita pressão nas hostes leoninas.

 

Por exemplo, em Inglaterra, o Liverpool deixou de ser considerado como um dos principais candidatos ao título há já algum tempo. E porquê? Porque já não vence há vários anos e tomou-se a consciência de que há clubes mais fortes, contudo não deixou de ser um grande clube em Inglaterra. Até mesmo em Itália, o Milan deixou de se apresentar como um dos principais candidatos ao título e o último conquistado data de 2010/2011, bem mais recente que o último do Sporting.

 

Mas este ano é que vai ser! O leão está convencido nos poderes milagreiros de Jorge Jesus. Daqui a algum tempo voltaremos a abordar este tema. E eu ainda estou para ver durante quanto tempo Jorge Jesus, Octávio Machado e Bruno de Carvalho conseguem coabitar na mesma jaula. Ou será antes um saco de gatinhos irritadiços?

 

 

Neil is still Young

RECOMENDAÇÃO #5

 

ARTISTA: Neil Young

ÁLBUM: The Monsanto Years

Data de lançamento: 29 de Junho de 2015

 

Ora aqui fica mais uma recomendação musical, desta feita, para mais um excelente álbum da autoria do grande Neil Young.

 

Liricamente, o álbum aborda a polémica sobre a produção de alimentos e organismos geneticamente modificados, a massificação da produção agrícola controlada por grandes agentes económicos, movidos por interesses puramente “económicos”. Já se sabe que o tema é gerador de grandes e controversas discussões, mas a verdade é que Neil Young continua sem medo de dizer o que pensa e ainda consegue, como poucos, transportar toda a sua raiva e energia para as canções que compõe.

 

Polémicas à parte, musicalmente, o álbum é muitíssimo bom. Harmonias perfeitas, riffs cativantes e solos que assentam como uma luva. O que dizer mais? É um álbum de Neil Young e está tudo dito.

 

Ouça aqui o tema A Rock Star Bucks A Coffee Shop

 

 

 

 

Alinhamento de The Monsanto Years:

 

  1. A New Day For Love
  2. Wolf Moon
  3. People Want To Hear About Love
  4. Big Box
  5. A Rock Star Bucks A Coffee Shop
  6. Workin’ Man
  7. Rules Of Change
  8. Monsanto Years
  9. If I Don’t Know

Falta de carácter nos cartazes? Porquê?

Tanta polémica em torno dos cartazes do PS. Nunca antes se tinha visto tanta preocupação com aquilo que aparece nos cartazes das campanhas eleitorais. Esta campanha vai ser muito diferente das outras, está-se mesmo a ver.

 

É evidente que o que se passou revela amadorismo e incompetência, mas não tem nada a ver com desrespeito ou falta de carácter, como algumas criaturas menores (essas sim, sem nenhum carácter) se apressaram a dizer. Estes “comentadeiros” politicamente agrilhoados e de pensamento atado são mesmo gente em quem se pode confiar, não haja dúvidas. O PS não tem carácter por causa de um pequeno percalço na elaboração de cartazes, mas do outro lado da barricada é só gente com carácter, ou como diz o outro, com muita elevação. Gente que andou diariamente a mentir aos portugueses, gente que insultou os portugueses, que os chamou de preguiçosos, gastadores e piegas, gente que disse aos portugueses para emigrarem, gente essa que nem sequer cumpriu as suas próprias obrigações fiscais para com o Estado português, etc e tal, etc e tal… Para os habituais “comentadeiros” esses é que têm carácter!

 

Mas já que é para esmiuçar cartazes, seria útil verificar se as pessoas que aparecem nos cartazes foram ou não informadas sobre a situação. As pessoas foram fotografadas por alguém e com algum objectivo, ou não? Apesar de considerar que se trata de um caso de puro amadorismo, não me parece que as pessoas envolvidas não soubessem que iriam aparecer na campanha. Até a pose das fotos revela que foram tiradas com algum propósito. Certamente que ninguém fotografou aquelas pessoas sem que estas soubessem. Ou será que as fotos foram roubadas? Ou então, será que disseram às pessoas que era para aparecer na selfiesic e depois meteram-nas nos cartazes do PS?

 

Pior foi o caso daquela mulher que, ao que parece, pertence ao PS vejam só! É membro de uma Junta de Freguesia socialista, mas que agora resolveu rebelar-se contra o seu próprio partido, lançando ainda mais lenha para a fogueira. Mau! Isto é normal? Será que a figura envolvida aproveitou a oportunidade para barganhar por um pouso mais alto? Ou será que a aquela fotografia pertence ao arquivo de fotos de jantares de Natal da Junta de Freguesia e foi roubada pelo próprio António Costa, às 4 horas da manhã de Sábado para Domingo? É capaz de ter sido isso… Certamente que os tais “comentadeiros” da praça confirmaram a história toda antes de começarem a traquejar contra o PS e o “Tone Costa”.

 

Outra coisa que importa esclarecer. Dizem por aí que as pessoas envolvidas não correspondem à mensagem que está descrita nos cartazes. Mas o que é que isso interessa? O que realmente importa é que a afirmação seja factual e verdadeira. Não interessa se a cara da pessoa que aparece ao lado de uma afirmação sobre o desemprego, se refere a alguém que está realmente desempregado. Trata-se de um cartaz, a pessoa ou pessoas que nele aparecem são meramente figurativas. Ah pois! As pessoas acreditam mesmo que o Ronaldo lava o seu cabelo com Linic, ou que a Claudia Schiffer anda de Opel… Oh!

 

A única questão que realmente tem fundamento de análise é saber se as pessoas foram ou não informadas se iriam aparecer na campanha e, caso não tenham sido, o que foi que lhes disseram na altura em que se disponibilizaram para ser fotografadas.

 

No final, há que reconhecer o amadorismo e a incompetência de quem dirige a campanha. O próprio António Costa não fica isento de responsabilidades. Às vezes até parece que o António Costa não quer vencer as eleições, sendo tantas as jericadas em que se tem metido desnecessariamente.

Sondagem... Será possível?

A última sondagem revela que mais de 70% das intenções de voto dos eleitores portugueses vão direitinhas para os chamados partidos do "arco da governação", ou seja, aqueles que têm tido o poder nas mãos há mais de 40 anos: PS, PSD e CDS. Será possível?

 

Será possível que vamos continuar a ter mais do mesmo? Será possível que a esmagadora maioria dos eleitores portugueses continuem a confiar cegamente nestes partidos? Será possível que não acreditem em nenhuma alternativa (e são tantas)? Estarão à espera do D. Sebastião? Será possível que, pelo menos, não tenham coragem para experimentar outras ideias, outras pessoas, outras políticas? Será possível haver tantos masoquistas em Portugal? Será possível que queiram continuar a assistir ao mesmo filme e, ao que parece, com muita satisfação? Que raio de gente é esta?

 

As últimas sondagens têm revelado muitas outras curiosidades, entre as quais:

 

- António Costa sobe na popularidade, mas o PS desce nas intenções de voto;

- Passos Coelho desce na popularidade (há muito em terreno negativo), é considerado um mentiroso e corrupto pela maioria dos portugueses, no entanto, a coligação tem vindo a subir nas intenções de voto. Será que é o CDS de Portas que está a salvar a coligação? Não me parece. Não me parece mesmo!

 

Enfim, esta gente que responde às sondagens é gente muito estranha...

 

Mais uma jogada à Portas

Paulo Portas apareceu em cena para efectuar mais uma jogada das suas, daquelas que consegue iludir os mais incautos e os absolutamente crentes.

 

Em causa está a polémica sobre os debates televisivos, a decorrer durante a próxima campanha eleitoral. E no centro da polémica estava a participação do líder do CDS nos frente-a-frente. As televisões haviam proposto a realização de debates frente-a-frente entre os primeiros candidatos de cada partido/coligação, com assento parlamentar. É óbvio para toda a gente com dois dedos de testa que, estando o CDS a concorrer coligado com o PSD, naturalmente que o candidato a representar a coligação nos debates seria Passos Coelho, já que Paulo Portas aceitou convenientemente não se candidatar a primeiro-ministro nas próximas legislativas. Se assim não fosse, também Heloísa Apolónia teria direito a marcar presença nos frente-a-frente. Mais. Caso se considerasse que Paulo Portas tinha direito a marcar presença nos debates, ainda gostaria de ver o frente-a-frente entre ele o seu mais que tudo (a prazo) Passos Coelho. Sim, porque se é para debater entre líderes partidários, os dois teriam que se enfrentar. Patético!

 

Porque razão se tratou de uma jogada à Portas? Paulo Portas pode ser tudo, mas não é estúpido. Ele foi o primeiro a perceber que nunca faria sentido participar nos debates (e rejubilou com a ideia), já que é o número dois da coligação (ah... a sua vocação para ser n.º 2). Portas não perdeu a oportunidade para marcar os seguintes pontos:

 

  • Aparecer em cena;
  • Fazer a figurinha do injustiçado e do político que não tem medo de nada;
  • Provocar uma reacção negativa nos líderes do partido socialista (que cairam que nem patinhos na esparrela);
  • Enviar uma mensagem forte para dentro do seu partido mostrando que, aconteça o que acontecer, é preciso contar com o Paulinho para o futuro (também os seus seguidores cairam que nem patinhos).

 

Paulo Portas é o menos interessado em marcar presença em debates frente-a-frente. Se ele pudesse nem apareceria em acções de campanha, aliás, com toda a certeza que vai tentar passar despercebido entre os pingos da chuva. Portas sabe que é muito mais provável que o PS vença as eleições do que a coligação e, nesse caso, estará irrevogavelmente disponível para se encostar aos socialistas no poder. Caso vença a coligação, siga para bingo!

 

E, em último caso, se Paulo Portas não for tido nem achado na solução governativa para a próxima legislatura, terá sempre consigo os seus subservientes aduladores.

Mark Knopfler, o "perseguidor" de canções perfeitas

RECOMENDAÇÃO #4

 

ARTISTA: Mark Knopfler

ÁLBUM: Tracker

Data de lançamento: 16 de Março de 2015

 

 MK_Tracker_500

Retirado de markknopfler.com

 

Tracker é o nome do mais recente álbum de Mark Knopfler. Este é o oitavo álbum que o músico edita em nome próprio. O álbum foi lançado em Março deste ano e alcançou o 2.º lugar no top de álbuns mais vendidos em Portugal.

 

Trata-se de mais uma obra-prima do artista que liderou a banda Dire Straits entre 1977 e 1995. Mark Knopfler é sinónimo de grandes canções. A sua guitarra sempre magistral, o sentido melódico que impõe em cada canção, as letras que revelam um brilhante contador de histórias com excelentes dotes literários… Definitivamente, Mark Knopfler não sabe fazer más canções. Tudo o que compõe tem sempre uma qualidade refinada e, por isso, as suas canções não têm prazo de validade.

 

Há poucos músicos assim. Mark Knopfler é um desses privilegiados.

 

Ouça aqui o tema "Beryl" (o single de apresentação do álbum), com uma sonoridade que nos remete para as primeiras canções que Mark Knopfler compôs com os Dire Straits. Com "Beryl", Mark Knopfler traz-nos imediatamente à memória  "Sultans Of Swing".

 

 

 

 

 

Alinhamento de Tracker:

 

Disco 1

 

  1. Laughs and Jokes and Drinks and Smokes
  2. Basil
  3. River Towns
  4. Skydiver
  5. Mighty Man
  6. Broken Bones
  7. Long Cool Girl
  8. Lights of Taormina
  9. Silver Eagle
  10. Beryl
  11. Wherever I Go (ft. Ruth Moody)
  12. Hot Dog

 

Disco 2 e Bonus Tracks

 

  1. 38 Special
  2. My Heart Has Never Changed
  3. Terminal Of Tribute To
  4. Heart Of Oak
  5. Oklahoma Ponies
  6. Time Will End All Sorrow

Pág. 2/2