Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Tony Carreira e Deus

tony_livro.jpg

Já não é novidade para ninguém que aqui no Contrário somos todos grandes fãs do Tony Carreira, daí que falemos dele com alguma frequência.

 

Agora, fazemo-lo na sequência da apresentação da sua autobiografia “O Homem Que Sou”, assim com maiúsculas e tudo, porque com este “Homem” é sempre tudo em Grande. Este livro autobiográfico celebra os seus 30 anos de carreira que, na verdade, e quem ler o livro perceberá porquê, celebra mais os 3 meses de carreira do Tony e os 29 anos e 9 meses da carreira dos outros. Mas, aceitemos a falácia, ou não fôssemos nós os maiores fãs do Tony.

 

Na sessão de apresentação, ontem, Tony fez questão de desabafar o que lhe vai na alma dizendo o seguinte: “Deus perdeu mais tempo comigo, sou um privilegiado”. E é a pura verdade, doa a quem doer. Deus perdeu mesmo mais tempo a “fazer o Tony”.

 

Toda a gente sabe que Deus nos faz à sua imagem e semelhança. E que utiliza uma forma ou molde para o efeito, destruindo-o de seguida, para se assegurar que não haverá imitações. Deus não aprecia plagiar, como sabem.

 

Mas, no caso do Tony foi diferente. Quando Deus teve que fazer o Tony, não tinha nenhum molde disponível, só que o Tony estava com muita pressa para ser concebido. Então, Deus foi ao aterro dos moldes, pegou num amontoado de cacos e colou-os com muito cuidado, para fazer o molde do Tony. Um caco pertencia ao molde que servira para fazer o Rudy Pérez, outro era do molde do Jean-Jacques Goldman, outro dos elementos da banda Tremeloes e outro dos Pimpinela, os restantes ainda não se sabe a quem pertenciam. É algo que está no segredo dos deuses.

 

Tony é mesmo um privilegiado.

Casting da Catarina Furtado para a Eurovisão

Muita gente andou por aí a dizer que a Catarina Furtado não tem competência para apresentar um Festival como o da Eurovisão. Sinceramente, não percebi porquê. Disseram também que o inglês dela é muito fraco. Não pode ser! Consta que ela até estudou em Inglaterra…

 

E houve até quem dissesse que a Catarina “só faz o que faz” devido às cunhas do seu papá. Ora, ora. A Catarina é uma “moura de trabalho”. Tudo o que conseguiu na vida foi com muito, muito esforço. Ou, como diz aquele grande empreendedor português, “a bater punho”.

 

E é por isso que o Contrário se sente na obrigação de avançar com as imagens do casting da Catarina Furtado para ser apresentadora da Eurovisão. Sim, porque ela não foi lá parar por mero acaso, cunha ou facilitismo.

 

Ora vejam.