Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Coitadinhos dos miúdos

Os 23 indivíduos detidos em Alcochete foram sujeitos à medida de coacção mais gravosa, a prisão preventiva. A defesa já alegou que se trata de uma medida exagerada, por se tratar de “um grupo de miúdos que ainda depende das mães para calçar os ténis”.

 

Estes miúdos, de facto, não merecem este tipo de tratamento por parte da justiça. São miúdos exemplares, uns queridos, que todos os dias se levantam por volta das 16 horas da madrugada para praticar o bem.

 

Depois de tomarem um banhinho preparado pelas suas zelosas mamãs, que de seguida lhes preparam a roupinha, os vestem e os calçam, nunca saem de casa sem tomar uma valente tijela de leitinho com chocapic. Só depois deste ritual e de um beijinho achocolatado nas faces das suas doces mamãs é que saem para a rua. Para fazer o bem.

 

Entre outras tarefas heróicas, os miúdos adoram agredir, insultar, ameaçar de morte, rebentar artefactos pirotécnicos, destruir e espalhar o terror. Mas como ainda não conseguiram libertar-se do cordão umbilical, pelo meio, ainda têm tempo para telefonar às suas mamãs para lhes perguntar como é que se desaperta o cinto.

 

Estes miúdos são uns docinhos. Não mereciam este tratamento por parte do tribunal. Seria muito mais adequado terem-nos enviado à Disneyland.

Exercício sim, mas só no ginásio

gym.jpg

Estava eu num centro comercial, coisa que faço cada vez menos, quando decidi aproveitar o tempo de espera para apreciar o comportamento humano, coisa que faço cada vez mais.

 

Nesse centro comercial existe um ginásio e, naqueles momentos em que por ali me encontrei, pude constatar um verdadeiro entra e sai de “atletas” no referido espaço. Fiquei espantado com a quantidade de pessoas que aprecia a prática do exercício físico, até mesmo durante o horário de almoço (se é que isso ainda existe). Mas aquilo que mais me admirou foi o seguinte: o ginásio fica no 2.º piso do edifício e há duas formas de chegar até lá, pelas escadas rolantes, que naquele momento estavam paradas ou pelo elevador. Pois ficam a saber que a esmagadora maioria dos “atletas” preferiu utilizar o elevador para chegar até ao ginásio, o que me levou a pensar que as pessoas que frequentam ginásios estão a levar a coisa mesmo muito a sério, tão a sério que a prática de exercício só acontece dentro do espaço especialmente concebido para esse efeito e monitorado por um profissional devidamente credenciado – o Personal Trainer (vulgo, PT).

 

Fazer exercício físico, sim, mas só quando acompanhado por um profissional. Agora subir escadas, não, isso cansa muito e, além disso, corre-se o risco de contrair lesões se se atrever a fazê-lo sem um pré-aquecimento ou sem a presença de um especialista na subida de escadas.

 

E eis que, do nada, inventei uma nova profissão: o PT de escadas.