Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

Não perca a sua dose diária de propaganda que visa a normalização da dizimação da humanidade. Vá lá, não resista. Aos poucos você vai interiorizando que o conflito nuclear tem mesmo que acontecer e que é perfeitamente normal começarmos a escavar túneis subterrâneos para escaparmos a aniquilação geral. E deixe-se de ser piegas. Isso não será o fim do mundo...

Marcelo, Costa e os Xutos

Os Xutos & Pontapés vão actuar no Rock in Rio, com as participações especiais de Marcelo e Costa. Parece que Marcelo vai tocar concertina e Costa será o homem do trombone.

 

Sabe-se, ainda, que houve uma acesa discussão sobre o tema que cada um vai interpretar. Consta que António Costa não abdica de ser o vocalista em o “Homem do Leme”, pelo que Marcelo será o intérprete de "À Minha Maneira”.

 

Entretanto, Cavaco e Passos também se ofereceram para participar no concerto. Passos queria interpretar o “Não Sou o Único”, mas os Xutos entregaram-lhe o “Sem Eira nem Beira”. Já Cavaco irá interpretar o “Para ti Maria”.

 

E como os Xutos são uma banda inclusiva, o povo também será chamado a participar activamente na actuação. À plateia presente caberá interpretar o tema “Submissão”.

 

O espectáculo está garantido. Vai ser um verdadeiro “Circo de Feras”.

Mialgia, “mind games” ou atrofia?

Circula por aí uma notícia que diz que o William Carvalho está em risco para o jogo dos oitavos-de-final. Consta que o “craque” está com uma mialgia de esforço, ou seja, cansaço muscular.

 

Ora, como a toda a gente minimamente esclarecida já percebeu, se há coisa que o William não pode ter é cansaço. As estátuas não se cansam e não têm mialgias, quando muito podem sofrer de atrofia.

 

Há também a hipótese de Fernando Santos poder estar a recorrer aos famosos “mind games”, tentando fazer passar a ideia que o William não estará apto para jogar frente ao Uruguai. Mas também esta hipótese não parece fazer muito sentido. Primeiro, porque este tipo de “mind games” costumam fazer-se em relação a jogadores que são fundamentais numa equipa. Segundo, porque se há coisa que os uruguaios desejam muito intensamente é que o William seja titular e jogue até ao fim. Jogar contra 10 é, quase sempre, mais fácil.

 

Portanto, mialgia está fora de hipótese e “mind games”, neste caso, seriam mais “stupid games” que outra coisa. Só pode ser atrofia.

45 anos e El (continua) Hadary

Essam El-Hadary, guarda-redes da selecção do Egipto, tornou-se no futebolista mais velho de sempre a jogar num Mundial. Com 45 anos de idade, El-Hadary foi titular no jogo de ontem frente à Arábia Saudita.

 

Ambas as selecções já estavam fora dos oitavos-de-final da prova e o Egipto acabou por perder o jogo, por 2-1, contudo, o experiente guarda-redes egípcio demonstrou que os 45 anos de idade não o impedem de estar ao mais alto nível. Apesar dos dois golos sofridos (um de grande penalidade), El-Hadary fez uma bela exibição, tendo mesmo defendido um penálti.

 

Depois de Milla (42 anos, no Mundial de 94) e Mondragón (43 anos, no Mundial de 2014), El-Hadary continua a dar-lhe e torna-se agora o mais velho de sempre a jogar num Mundial de futebol. Em grande forma.

Se o Fernando não percebe, então é mesmo grave

Ontem, frente à selecção de Marrocos, Portugal fez uma das suas piores exibições dos últimos anos. Portugal venceu, é verdade, e isso é o mais importante, mas é lamentável que se tenha apresentado tão mal depois daquilo que se passou no jogo com a Espanha.

 

Não, não vamos dizer que há dois anos passou-se a mesma coisa, no Europeu de França, que acabamos por vencer. Se compararmos os resultados, até podemos dizer que estamos melhor agora. Mas não estamos. A selecção está a jogar bem pior. Estamos muito mais fracos a defender e o meio-campo simplesmente não existe. Por exemplo, no Europeu tivemos o Pepe a fazer exibições imperiais, o mesmo não se pode dizer agora. Se temos uma defesa a vacilar e não temos meio-campo, dificilmente conseguiremos ter ataque.

 

Mas vamos àquilo que Fernando Santos não percebe e já devia ter percebido.

 

Fernando não percebe que o Cédric não está no seu melhor nível e que tem no banco uma excelente opção para aquele lugar, o Ricardo Pereira, que na minha opinião deveria ser titular indiscutível.

 

Fernando não percebe que o William Carvalho é uma anedota enquanto jogador de futebol. Em relação a este jogador, a questão não é se deve ou não ser titular, mas sim “por que razão foi convocado?”, mas agora é tarde para isso. Esta é talvez a principal razão pela qual Portugal não consegue sair a jogar e a construir jogadas com pés e cabeça, de uma baliza à outra. O Danilo faz mesmo muita falta. Mas, Fernando Santos tem outros jogadores muito mais competentes para jogar no lugar de William. Porque não os põe em campo? O Adrien ou o Manuel Fernandes são apenas dois exemplos. E, mesmo que não houvesse estas duas opções, seria sempre preferível jogar com 3 centrais, com um deles a fazer a posição de trinco. Eu vejo o Pepe ou o Rúben Dias a fazer muito bem aquela posição. Enfim, no lugar de William qualquer um faria melhor, até o Beto ou o Anthony Lopes.

 

Fernando não percebe que o Bernardo Silva, apesar de ser um grande jogador, parece não estar preparado para ser titular. Fez uma péssima exibição no jogo de ontem, ainda assim esteve uma hora dentro do campo. O Quaresma tem que ser sempre a arma secreta? Só pode entrar quando estamos a perder ou empatar? Nunca pode ser titular?

 

Fernando não percebe que o João Mário é um jogador que apresenta um nível de qualidade pouco melhor que o William. Ambos deveriam estar a fazer os treinos de captação no Arrifanense, mas estão na selecção.

 

Fernando não percebe que o André Silva é uma opção mais fiável do que o Gonçalo Guedes. Atenção, o Guedes é bom jogador e pode ser muito útil à selecção, mas o André Silva revela muito mais à vontade e melhor entrosamento com Ronaldo.  

 

Fernando Santos tem que perceber que não pode meter uma charrua dentro do campo e esperar que ela tenha o desempenho de um Ferrari. Isso é que é inexplicável.

 

Afinal, o que é que Fernando Santos não percebe?

Graças a Deus, não sou sportinguista

Por estes dias, todos os não sportinguistas dão graças por não serem sportinguistas. Aquilo a que temos assistido em torno do clube é verdadeiramente deplorável.

 

Não. Não vou entrar nos pormenores da discórdia, até porque já há quem os escalpelize 24 horas por dia. Mas não posso deixar de manifestar a minha opinião sobre o assunto. Gostaria de começar por contrariar a ideia absurda dos que defendem que o Governo deveria intervir. Claro que o Governo não deve intervir na resolução do problema, este deverá ser resolvido pelos órgãos do clube e, quando necessário, pelo recurso à lei.

 

Gostaria ainda de salientar que, quando de um dos lados está uma figura como Bruno de Carvalho e do(s) outro(s) estão nomes como Jaime Marta Soares, Álvaro Sobrinho, José Maria Ricciardi ou Rogério Alves, eu só posso dar graças a Deus por não ser sportinguista. O Sporting parece estar condenado a um grupelho de indivíduos que apenas desejam servir-se do clube. Infelizmente para o Sporting, acredito que nenhum dos nomes que acabei de referir dá graças por ser sportinguista.

 

 

Simplex para complexar

Começo por salientar uma das medidas mais mediáticas que o Governo pretende implementar ainda este ano, a colocação de um robot para prestar assistência nas Lojas do Cidadão. O robot chama-se “Lola”. Bom nome, muito bem escolhido. O Contrário sabe que a escolha foi difícil, mas após uma discussão acesa e uma votação muito renhida, os membros do Governo deixaram cair os nomes “Sabrina” e “Sheila”, tendo optado por “Lola”. Consta que ainda houve quem sugerisse “Lolita”, mas sem sucesso.

 

Outra coisa que gostaria de destacar é o facto de este robot ter como missão ajudar os cidadãos a encontrar o serviço que procuram, na Loja. Sabe-se que a “Lola” estará em fase experimental na Loja do Cidadão do Porto. Ora, se na maioria das vezes já é um inferno ir à Loja do Cidadão, pelo menos à do Porto, imaginem agora o tamanho da fila dos curiosos que lá se dirigirão só para interagir com a “Lola”. Se a “Lola” estiver mesmo à entrada, como é suposto, dificilmente se conseguirá entrar no espaço. Pronto. Eficácia garantida.

 

As “facturas sem papel” também são uma medida importante. O Governo estima que se poupará cerca de 70 mil árvores por ano. Boa! Já agora, quantas árvores se têm poupado com as “receitas sem papel”? É que sempre que vou a uma farmácia verifico que toda a gente tem a Guia de Tratamento em papel…

 

E, para terminar, uma pequena reflexão sobre a eficácia do Simplex. A nova medida que salta à vista é a suposta facilidade no pedido de prestações sociais, nomeadamente, o abono de família, a licença de parentalidade e as pensões. Supostamente, o Simplex irá disponibilizar o pré-preenchimento destes pedidos, evitando que os cidadãos tenham que se deslocar aos serviços “físicos” da Segurança Social. Esta medida faz-me lembrar outras do passado, tais como a atribuição automática do Complemento Solidário para Idosos, a isenção de Taxas Moderadoras ou a condição de Insuficiência Económica. Todas estas medidas também previam que os cidadãos nada tivessem que fazer para não perder os seus direitos. A verdade é que o Estado deixou de atribuir esses mesmos direitos a muitas pessoas, que ao confiar na probidade do Estado perderam o acesso aos mesmos.

 

Portanto, o Simplex é muito eficaz, pelo menos para um dos lados.