Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Briefings for the boys

O último briefing do governo, protagonizado pelo boy Pedro Lomba (adjunto do adjunto), foi verdadeiramente anedótico. Alías, estes briefings for the boys, criados apenas com dois objectivos: o de dar "tacho" a mais uns maltrapilhos da máquina partidária e de assegurar diariamente mais tempo de antena para o governo, nunca tiveram nenhum sentido prático. Nem sei porque razão o governo insiste em mantê-los, já que se têm revelado momentos de grande constrangimento e turbulência para os próprios governantes. Se bem se lembram, há algumas semanas o governo anunciou que iria fazer briefings diários e logo no dia seguinte cancelou a iniciativa, mas fê-lo de forma irrevogável que quer dizer "não definitivo" e, por essa especial razão, os briefings mantêm-se.

Mas o briefing de hoje foi mesmo sublime. Pedro Lomba (adjunto do adjunto), como é habitual, trazia os recados anotados nos rabiscos que havia feito durante o café matinal, em que ministros, adjuntos de ministros, assessores, adjuntos de assessores, secretários de estado, adjuntos de secretários de estado e seus adjuntos e assessores tomam parte para confraternizar e decidir sobre as atoardas a lançar para a comunicação social. Foi notório que o boyzinho não está preparado para enfrentar a débil classe jornalística que, mesmo assim, colocou-o encostado às cordas em vários momentos, em que o rapazinho gaguejou, tentou ganhar tempo e nada mais acrescentou em relação ao que trazia nos rabiscos.

Pior que isso, foram o conteúdo das afirmações do boy Pedro Lomba. Ele limitou-se a dizer: "O governo está a averiguar e a clarificar esta questão", "o governo está a analisar cuidadosamente o documento que está a ser apresentado como prova da presença do secretário de estado do tesouro numa reunião de apresentação de contratos de alto risco, com o governo anterior". Tudo isto sobre a polémica dos "swap". E acrescentou que "...queremos tirar isto a limpo. Queremos saber se há ou não uma ligação entre a apresentação que se diz que ele fez e a reunião no gabinete do primeiro-ministro..."

Absolutamente incrível! Surreal! O cinismo deste governo atinge um nível para lá do bizarro. Então não é que tudo isto foi dito na presença do próprio secretário de estado do tesouro Pais Jorge! Haverá forma mais clara e, ao mesmo tempo, desprezível de se demonstrar a total falta de confiança numa pessoa do que duvidar publicamente da sua idoneidade e obrigá-la a estar presente no momento dessas declarações? Para mim ficou claro que o primeiro-ministro já não conta com este senhor para o desempenho das funções que lhe confiou e, brevemente, creio que ainda hoje, procederá à sua substituição. Mas importa também salientar a falta de carácter de Pais Jorge. Qualquer pessoa consciente da sua honestidade e sua integridade jamais aceitaria prestar-se a este papel, prostrando-se em público, sem qualquer resquício de dignidade.

Por último, fica devidamente evidenciado (pela enesíma vez) que este governo não só não tem soluções ao nível dos recursos humanos, como está intimamente comprometido com todos aqueles que prevaricaram e conspurcaram o estado português. É gente do BPN, dos "swaps", das PPPs, a gentalha do costume que continua a pavonear-se pelos mais altos cargos da nação. Ou será que passa pela cabeça de alguém que esta gente é convidada para governar, sem que se saiba quem são, por onde andaram e o que fizeram? Mesmo que tentem esconder determinados factos do currículo!

Desenganem-se! Eles conhecem-se todos muito bem e alimentam-se da mesma pia!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.