Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

“Stalin assinava um acordo secreto com Hitler. Nove dias depois, começava a II Guerra Mundial”. São os FdP (Fanáticos da Propaganda), uma vez mais, prostrados de quatro e levar com os bacamartes de Washington e a latir a sua propaganda. É verdade que Estaline assinou um acordo com Hitler, em Agosto de 1939. Mas em que consistiu esse acordo? E já que falam na II Guerra Mundial, como é que ela acabou? Não me digam que foi com o desembarque na Normandia… Ah! Os heróis da Normandia!

Desvario

26.02.24 | contrário | comentar
A 30 de Novembro de 2022, Ursula von der Leyen – a maior cheerleader de Washington e chefe do bando europeu anti-Rússia - disse que já tinham morrido mais de 100 mil militares ucranianos e 20 mil civis. Segundo o jornal israelita Hürseda Haber, que citou os serviços (...)

Navalny: o novo herói do mundo ocidental

22.02.24 | contrário | comentar
A onda de endeusamento de Alexei Navalny continua. Políticos sem um pingo de vergonha na cara e comunicação social completamente corrompida, que até agora andaram a criar a figura de um Navalny democrático, defensor da liberdade e da democracia pretendem, agora, fazer (...)

Os palermas da “informação” e o “Sr. Sete Estrelas”

15.01.24 | contrário | comentar
Ora, parece que os apologistas da guerra e do jorramento infinito de dinheiro do povo para a indústria de armamento encontraram – agora - três cenários possíveis para o conflito na Ucrânia. E dizem que dois desses três cenários “apontam para uma vitória de Putin”. Portanto, quase dois anos depois da invasão russa na Ucrânia, os “mestres da guerra” – aqueles que fomentaram e provocaram o conflito – vêm agora dizer que Putin sairá vencedor, em dois dos três cenários possíveis.

Os escroques protegem-se uns aos outros

02.01.24 | contrário | ver comentários (2)
Terminei o ano de 2023 aqui no blogue, a desejar que este tipo de jornalismo acabasse em 2024. Bem, não percamos a esperança, o ano está só a começar. O Polígrafo, como é seu hábito, não perde uma única oportunidade para branquear as manobras maléficas daqueles (...)

O nazismo ainda não mexe consigo?

20.12.23 | contrário | ver comentários (2)
A sua televisão "independente" faz tudo o que pode para que o nazismo mexa consigo. Vá lá, faça um esforço. Até porque o nazismo que é promovido e glorificado pela SIC é aquele que pretende combater os russos, portanto, o "bom nazismo".

Não foi isto que passou na sua televisão

24.10.23 | contrário | comentar
Sobre a libertação de mais duas reféns por parte do Hamas, a sua televisão ou o seu habitual órgão de comunicação social mostraram uma reportagem onde uma das senhoras libertadas diz, por interposta pessoa, que: Os raptores “bateram nas pessoas”, aquando do (...)

“Jornalismo” de totós para totós

05.10.23 | contrário | ver comentários (7)
O “jornalismo” da Executive Digest prima pelo “diz que disse”, pela total ausência de factos mas, também, por uma tremenda dose de humor. Quem optar por interpretar este tipo de “jornalismo” pela perspectiva humorística, certamente não vai ficar muito (...)

As anedotas do Polígrafo

28.08.23 | contrário | ver comentários (1)
Uma vez mais, o Polígrafo a fazer aquilo que melhor sabe fazer, ou seja, a borrar-se todo para negar o inegável e defender o indefensável. Desta vez, o Polígrafo fala-nos sobre um vídeo que mostra Joe Biden a dormir durante uma cerimónia com os sobreviventes dos (...)