Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

A falta de credibilidade de Marques Mendes

O político Marques Mendes nunca me mereceu qualquer consideração. Matraquilho de Cavaco Silva, sempre demonstrou uma especial predestinação para o servilismo. Como comentador, Marques Mendes continua fiel a si mesmo, apaixonado pelos jogos políticos e sempre com dois pesos e duas medidas, a aplicar consoante o caso que lhe é dado a comentar. Pena que o jornalismo português seja tão raso e que, raramente use a confrontação das afirmações e dos factos, como se as pessoas que escutam ou lêem notícias/comentários fossem estúpidas e sem memória.

 

Marques Mendes, como exemplar soldado da Direita, sempre defendeu o capitalismo e os senhores da banca. Mas, à semelhança do que acontece com a actual Direita, nomeadamente os partidos da maioria (PSD/CDS), Marques Mendes enche a boca toda para dizer mal de Ricardo Salgado e do BES. Façam umas pequenas pesquisas às declarações que este senhor fez no passado, em relação a Ricardo Salgado e ao BES e vão chover contradições. De facto, é muito estranho ver as gentes da Direita atacar tão vorazmente um banqueiro! Algo de muito errado se passa.

 

Pior ainda. Não sei se já repararam que estes autómatos da Direita não perdem uma oportunidade de tentar colar o caso BES ao caso José Sócrates, eu percebo a ideia deles que, aliás, é a mesma de sempre: joguinhos políticos, que o senhor Marques Mendes diz não gostar. Como pode não gostar de algo que faz com tanta mestria?

 

No seu habitual espaço de comentário na SIC, este Sábado, Marques Mendes diz não compreender e estranhar a razão pela qual Ricardo Salgado afirma que "não se lembra" de determinados factos, que "desconhecia" o que se estava a passar de errado e que "nada tinha a ver com a queda do banco". E, mais uma vez tentou colar Ricardo Salgado a Sócrates. Mas... porque não tentou estabelecer um paralelo com um dos seus entes queridos? E são tantos! Poderia ter elaborado um paralelismo com as declarações de Cavaco Silva, aquando do caso de compra e venda de acções da SLN/BPN. A comparação faria muito mais sentido, pois trata-se de outro escândalo na banca. Cavaco também não se lembrava de nada e chegou mesmo a "empurrar" a culpa para as costas da coitada da mulher. Enfim, ridículo!

 

Sobre o caso das acções de Cavaco Silva, Marques Mendes limitou-se a agir de acordo com a sua condição de autómato e defendeu o seu padrinho, dizendo que se tratou de algo perfeitamente normal e que Cavaco ainda perdeu dinheiro, já que poderia ter ganho ainda mais. Marques Mendes veste a pele do defensor da verdade e da justiça, clamando aos céus que se apurem os culpados no caso BES e que se saiba onde está o dinheiro que desapareceu. Mas, parece não se importar muito em querer saber onde foi parar o dinheiro do BPN e em apurar os culpados. Talvez ele saiba onde foi parar... talvez ao bolso de alguns investidores em acções que nem sequer estavam cotadas em Bolsa... talvez na construção de urbanizações de luxo no Algarve... talvez em avolumadas contas em paraísos fiscais... Mas isso agora não interessa a Marques Mendes.

 

Ainda sobre o paralelismo, poderia ter recorrido a um caso mais recente. Porque não comparou a falta de memória de Ricardo Salgado com a postura de Passos Coelho no caso Tecnoforma? Passos Coelho também não se lembrava de nada. E o que disse Marques Mendes na altura? Disse que Passos Coelho foi "um bocadinho vítima".

 

É assim que se constrói a credibilidade de um político e comentador. Com dualidade de critérios e total falta de credibilidade no discurso. Contudo, tudo isto feito com voz firme, na horário mais nobre das televisões e patrocinado por um jornalismo rasteiro, eleva qualquer um aos píncaros da moralidade.

 

Marques Mendes é, em sua medida, um homem íntegro.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.