Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

À hora do telejornal é mais quentinho

A temperatura voltou a descer e, naturalmente, isso causa um aumento do desconforto térmico. Mas bem pior que o desconforto é o risco que pode trazer para a saúde, principalmente à das pessoas já têm problemas de saúde, as crianças e os idosos. Pelo menos, têm sido estes os públicos que a Direcção-Geral da Saúde tem referido nos seus alertas.

 

Ontem à noite, em plena hora de ponta dos blocos noticiários nocturnos pôde-se constatar, em directo, que o Presidente da República se deslocou propositadamente a um pavilhão desportivo na cidade de Lisboa, que está a funcionar como centro de acolhimento aos sem-abrigo. A acompanhar Marcelo Rebelo de Sousa estava uma Secretária de Estado e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Muito bem. Nenhum patamar do poder quis ficar de fora.

 

É sabido que o Presidente da República tem nos sem-abrigo um dos seus principais focos de preocupação. Também é do conhecimento público que esta iniciativa televisionada faz parte de um plano de contingência da Câmara Municipal de Lisboa. Só não se percebe muito bem, a razão pela qual os políticos escolhem a hora dos telejornais para aparecer. Se calhar é porque à hora do telejornal é mais quentinho.

 

Bem, a partir de agora, espero que a Direcção-Geral da Saúde, os políticos e a comunicação social não se esqueçam de juntar os sem-abrigo ao grupo de risco, aquando dos comunicados e alertas sobre vagas de frio.

 

Que os directos televisivos e as rajadas de flashes de ontem à noite tenham servido para algo mais.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.