Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Ah se o Governo me desse 500 euros…

O antigo Ministro da Economia, Pires de Lima, defende que o Governo deveria dar um voucher (até 500 euros) a cada família portuguesa, para o gozo de férias em estabelecimentos turísticos nacionais.

Só mesmo uma mente tão brilhante como a do antigo ministro de Passos e Portas poderia alcançar uma ideia tão fantástica. Enquanto a maioria de nós passou todo este tempo de confinamento sem saber o que pensar do futuro, atrofiados no desânimo, Pires de Lima aproveitou esse tempo para levedar uma ideia que pode salvar a economia do país.

Pires de Lima está convicto de que “com um cheque de 500 euros nas mãos, os portugueses perderão o medo e sairão de casa”. Ora tomem lá mais esta! Para quem duvidava das capacidades de Pires de Lima, aí está mais uma descoberta importantíssima: o preço da coragem. Para quem não sabe, trata-se de uma das mais importantes variáveis dos modelos económicos – o preço da coragem – tomem nota, são 500 euros.

Eu já não consigo pensar noutra coisa. Se o Governo me desse 500 euros, mesmo que me fosse possível escolher onde os gastar, eu não teria quaisquer dúvidas, ia já de férias para um sítio qualquer, em Portugal, claro.

É óbvio que já apareceram por aí uns e outros a dizer que há problemas mais graves por resolver. Alegam que muita gente perdeu o seu emprego, que muitos viram os seus rendimentos reduzidos, muitos não estão a conseguir pagar os empréstimos, as rendas, as contas da electricidade e da água, os medicamentos e, muitos mais, que já nem sequer têm dinheiro para comer. Que piegas!

De facto, há gente que não aprende, gente que não consegue perceber a hierarquia das necessidades. Então não sabem que primeiro devem satisfazer-se as necessidades mais básicas? Que em Portugal são: um carro de luxo, um smartphone topo de gama e, claro, umas belas férias.

Pires de Lima deveria ser condecorado pela sua grandiosa ideia. Eu não consigo vislumbrar outra coisa melhor para gastar 500 euros neste momento. Ou era em férias ou então em packs de Super Bock Mini.

2 comentários

Comentar post