Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

A cotação do petróleo continua em queda, mas os combustíveis vão aumentar. Porquê? Porque sim. Além disso, o Euro2024 está a começar e andam todos distraídos a bater palmas ao autocarro da selecção... portanto, é uma boa altura para aumentar os preços.

Álvaro calou-se, mas não para sempre…

Álvaro Santos Pereira, antigo ministro da Economia do governo PSD/CDS de Passos e Portas disse, numa comissão parlamentar, que “as rendas excessivas da energia estão relacionadas com o compadrio entre o Estado e os privados”. A sério? Desta nem La Palice se lembraria…

 

O antigo ministro foi mais longe nas suas afirmações, quando disse que “foi o ministro das Finanças de então, Vítor Gaspar, que impediu a criação de uma contribuição sobre o sector eléctrico” que, na sua opinião, não queria prejudicar a privatização da EDP, que o governo de Passos e Portas tinha em marcha.

 

Álvaro aparece agora como paladino da transparência e da honradez, mas na altura ficou calado como um ratinho. Por que razão Álvaro Santos Pereira não disse na altura, aquilo que veio dizer agora?

 

Se o ministro Álvaro tivesse falado naquela altura, talvez tivesse impedido ou, no mínimo, ter criado um grande entrave à privatização da EDP. Mas não. O Álvaro ficou calado e deixou acontecer. Agora vem passar as culpas para as costas de Vítor Gaspar e, ao mesmo tempo, ainda consegue enaltecer os meritosos esforços do seu governo.

 

Ó Álvaro, melhor te mantivesses calado para sempre.