Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

António Costa está à espera de mais 1.500 mortos?

Parece que sim. Parece que para António Costa é necessário morrer, pelo menos, mais 1.500 pessoas para tomar a decisão de mandar fechar as escolas.

Pelo menos desde o dia 8 de Janeiro que o governo dispõe de informação mais do que suficiente para ter mandado encerrar as escolas. Desde esse dia, já faleceram 2000 pessoas com Covid-19 (falta somar todas as outras mortes que ocorreram por falta da devida assistência médica, devido à situação pandémica). Isto, apenas em 13 dias.

Ainda assim, António Costa - que anda por Bruxelas a fazer currículo em prol da sua futura carreira política – prefere esperar pela próxima reunião do Infarmed, a realizar só na próxima semana. Portanto, a julgar pelos números actuais, António Costa está à espera que morram mais 1.500 pessoas para considerar que já possui dados suficientes para tomar uma decisão.

António Costa ainda não percebeu que quanto mais tarde tomar a mais do que inevitável decisão de fechar as escolas, mais tempo terá que as manter encerradas. E mais tempo teremos que viver com números escandalosos de contágios, de internamentos e de mortes.

Espero que as pessoas não se esqueçam NUNCA, daquilo que este Primeiro-ministro está a fazer ao país. E espero que isso se manifeste já no resultado eleitoral do próximo Domingo. Convém não esquecer que o incumbente Marcelo tem sido o mais alto patrocinador de toda a incompetência e falta de probidade do governo, nesta matéria.

5 comentários

Comentar post