Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

As fontes. Quais fontes?

informação_sic.jpg

As notícias sobre a guerra na Ucrânia que inundam diariamente os nossos ecrãs têm como principal fonte o comandante do Batalhão de Azov. É preciso não ter um único pingo de vergonha na cara. Para se ter a noção do que isso significa imaginemos como seria - no período da Segunda Guerra Mundial – a comunicação social difundir notícias do Holocausto baseadas nos relatos do senhor Heinrich Himmler.

A SIC (notícias) faz ainda belíssimas parangonas que sustentam que a Rússia “terá” testado disparos com mísseis nucleares. “Terá” testado ou testou? Foram mesmo mísseis nucleares ou outro tipo de mísseis?

É este o ponto a que chegou a comunicação social em Portugal (e no mundo), o ponto em que é permitido dizer o que se quiser, como e quando se quiser, sem qualquer necessidade de contextualização, de confirmação dos factos e de avaliação da credibilidade das fontes.