Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Avante com a santa inquisição

No ano passado, o PCP foi metralhado por todos os lados – incluindo a própria comunicação social -, por ter decido avançar com a realização da Festa do Avante!, em plena pandemia. Curiosamente, este ano, a poucas semanas da nova edição da Festa do Avante!, ninguém estrebucha contra a realização do evento. Para que conste, a pandemia continua bem activa e com números bem piores que os do ano passado.

Se calhar, porque há eleições poucas semanas depois do Avante!, não é do superior interesse nacional dos demais partidos políticos andar agora a atacar o PCP, pela realização de actividades políticas.

Pois bem, eu que até defendi o PCP no ano passado, este ano sou obrigado a estar em desacordo, por uma razão muito simples: o PCP parece ter perdido vigor na defesa de valores fundamentais como a Democracia e a Liberdade. Eu esperava isso da maioria dos partidos, mas não do PCP.

O PCP vai exigir a apresentação dessa coisa que se chama Certificado Digital COVID, a todos quantos queiram entrar no recinto da festa – que era conhecida por ser a mais democrática de Portugal. Lógico que o PCP não pode ignorar a lei, muito menos desrespeitá-la, contudo, apesar de se terem mostrado contra a aprovação desta medida no Parlamento Europeu, o PCP defendia uma medida semelhante – no que respeita à apresentação de um certificado de vacinação para a livre circulação de pessoas -, como era o caso do Regulamento Sanitário Internacional, ou seja, a obrigatoriedade da vacinação mantinha-se e esse é que é o busílis da questão – limitar liberdades com base na obrigatoriedade de apresentar um documento que ateste algo a que não se está obrigado. Isto é profundamente inconstitucional e antidemocrático.

O PCP perde uma enorme oportunidade de marcar uma posição forte sobre este tema e de se assumir como derradeiro guardião da Liberdade e da Democracia porque, claramente, mais nenhum partido o poderia fazer.

Assim, o PCP passa a agente activo na punição desse novo comportamento desviante que é não estar vacinado, e na santificação do ofício da vacinação. Bem podem argumentar que é sempre possível realizar um teste à Covid-19, e que até vão disponibilizar uma tenda para o efeito, mesmo ali, debaixo dos ramos de oliveira. Mas quem recusar já sabe, leva com o castigo da espada.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.