Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

A cotação do petróleo continua em queda, mas os combustíveis vão aumentar. Porquê? Porque sim. Além disso, o Euro2024 está a começar e andam todos distraídos a bater palmas ao autocarro da selecção... portanto, é uma boa altura para aumentar os preços.

Chamem O Especialista

o especialista.jpg

2000casos.jpg

Desde o início da pandemia que os “especialistas” já disseram tanta asneira, nomeadamente no que respeita a previsões, que eu julgo ter chegado a hora de chamar O Especialista. Para mim, já chega de aturar amadores.

Há menos de uma semana, vários especialistas avisavam que na primeira quinzena de Dezembro, Portugal poderia atingir os 2000 casos diários. Entretanto, alguns deles já vieram corrigir a previsão, alertando que a barreira dos 2000 casos diários deverá ser atingida ainda este mês, mas que lá para o Natal já deverão estar acima dos 2000, até mesmo mais próximos dos 3000.

Bem, eu falei com O Especialista e ele disse-me que 974 novos casos registados a uma segunda-feira (ontem) é suficientemente demonstrativo de que a barreira dos 2000 casos já foi ultrapassada. Esperemos pelos números de quarta-feira para ver se ele tem razão.

Entretanto, reconheçamos que alguns (poucos) especialistas até têm tido uma linha de orientação mais assertiva e, sobretudo, mais preventiva e cautelosa do que a restante maioria. Essa minoria mais esclarecida defende o uso da máscara, o teletrabalho e a testagem, por exemplo. Ao que eu acrescentaria o fecho das discotecas e bares e a redução para metade da capacidade nos recintos desportivos e espectáculos culturais. Isto para ontem.

Como é possível continuar a permitir que centenas de pessoas (milhares em todo o país) se amontoem todas as noites, em recintos fechados e sem máscara? Ah pois, só entra quem tem Certificado Digital COVID. Bem se vê que está a resultar.