Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

A cotação do petróleo continua em queda, mas os combustíveis vão aumentar. Porquê? Porque sim. Além disso, o Euro2024 está a começar e andam todos distraídos a bater palmas ao autocarro da selecção... portanto, é uma boa altura para aumentar os preços.

Congresso do CDS com aviso laranja

Neste congresso, onde a maior concentração de tailleurs Chanel e malas Prada se roçaram com os blazers Façonnable e os fatos Armani, há que analisar as seguintes afirmações da presidente do CDS.

 

Assunção Cristas disse que “o seu CDS assume-se como a casa do centro e da direita (…) juntando conservadores e liberais”. Bem, eu pensava que o CDS ainda era pertença de Paulo Portas, mas se Cristas diz que é dela… Portanto, o CDS é a casa do centro e da direita e alberga conservadores e liberais, ou seja, cabe tudo lá dentro. Só faltou dizer que essa casa tem também um belo jardim à esquerda. Lá chegará o dia. Para já, o aviso é laranja e o PSD que se cuide.

 

Cristas também disse que nunca na minha (sua) vida, como mulher, mãe, professora, advogada, ou agora presidente do partido, nunca absolutamente nunca, prescindi de valores, de ideais e de inspiração”. Já na sua vida como rapariga, filha, aluna ou militante de base do seu partido é possível que tenha prescindido de tudo isso e muito mais.

 

Cristas afirmou ainda que “os valores não são para estar numa qualquer prateleira ou vitrina”. Cristas e o seu CDS são, de facto, o melhor exemplo de que os grandes valores são para se usar ao pescoço, no pulso, para se vestir ou usar ao ombro e para circular em 4 rodas, no caso de Mota Soares, às vezes, apenas em duas rodas.

 

A dada altura, Cristas incorporou o espírito de Fernando Nobre e disse “ou me dão um tiro na cabeça…”, não, não, ela preferiu dizer “não me peçam, por um segundo que seja, que me perca em discussões e esqueça de quem precisa de ajuda, de orientação, de apoio para subir na vida e dar um melhor futuro aos filhos”. “Subir na vida” é a nova versão do “elevador social” de Paulo Portas e só revela a inquinada ambição e visão que o CDS tem da sociedade. “Melhor futuro aos filhos”? Então e os pais (e os que não têm filhos) não podem sonhar com um melhor futuro para eles próprios? É que esse futuro é um bocadinho mais próximo… Cristas promete não se esquecer de “quem precisa de ajuda”, o facto de se ter esquecido de todos os que precisavam de ajuda durante o tempo em que foi governante (2011-2015) é passado. O facto de terem congelado os salários mínimos durante 3 anos consecutivos também é passado. E como Cristas se esforçou para que o aumento do SMN para este ano fosse o mínimo possível. Quer mais xô dona Cristas? Veremos como o seu partido se vai comportar já nas próximas discussões sobre a lei laboral. Veremos de que lado vai estar, se do lado dos que mais precisam de ajuda ou do lado daqueles que mais precisam de gente como a senhora presidente do CDS.

 

Neste congresso do CDS, em Lamego, houve ainda tempo para se apregoar a doutrina cristã que este partido faz questão de afirmar que é a sua. Desconfio, pois nunca os vi rezar nos congressos. Ah, já me esquecia. O verbo que marca este congresso é o “enformar”. É a nova moda gramatical de Cristas. Deve ter custado uma fortuna.

 

Vá… Agora que o congresso está a acabar e também porque estamos na Quaresma, bora lá subir a escadaria da Nossa Senhora dos Remédios, só para penitenciar um pouco.

3 comentários

Comentar post