Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Costa pensa que está seguro

Desde que a direcção do Partido Socialista decidiu realizar eleições primárias, têm sido várias as sondagens que dão António Costa como candidato preferencial às próximas eleições legislativas, pelo PS. E são mesmo muitas as sondagens que insistem dar como certa a escolha de António Costa, sendo que em todas elas Costa apresenta larga vantagem sobre Seguro.

 

Talvez seja essa a principal razão que tem levado António Costa a sentir-se "seguro" demais, fazendo com que este se dedique pouco a alguns campos de batalha que, no meu entender, são muito importantes. Vejamos, por exemplo, o que se passou neste fim-de-semana de eleições para os órgãos federativos do PS. Dos 19 presidentes federativos eleitos, 10 são "costistas" e os restantes "seguristas", portanto, apenas menos um. Contudo, em número de votos, foi Seguro que levou a melhor. Isso significa que houve um maior número de militantes a votar em Seguro do que em Costa. Isto não tem nada de estranho, já que alguns candidatos "seguristas" poderão ter vencido com uma margem bastante folgada.

 

Mas há um caso muito peculiar que eu gostaria de salientar e que me leva a afirmar que "Costa pensa que está seguro". Trata-se daquilo que se passou nas eleições para a Federação do Distrito do Porto, que é apenas e só a maior do país. Costa parece não estar muito interessado no apoio dos militantes do distrito do Porto, já que nem sequer ousou apresentar candidato à maior Federação do país. É muito estranho, não é? Costa não quis aproveitar este momento para aferir como está de apoios no distrito do Porto...

 

Bem, é certo que não se pode extrapolar os resultados das eleições federativas, para aquilo que poderão ser os resultados das eleições primárias, mas é um sinal a ter em conta, principalmente no caso que referi (a maior Federação de Militantes do PS).

 

Voltando às sondagens. Será que António Costa não está a confiar demasiado nesses resultados? Mesmo que todas as sondagens estejam certas, as mesmas revelam a vontade dos portugueses em geral, ou seja, que António Costa é mesmo o preferido da esmagadora maioria dos portugueses, mas isso não significa que os militantes e os inscritos como simpatizantes vão votar nele. As sondagens não são direccionadas ao universo de militantes e simpatizantes do Partido Socialista, pelo que os seus resultados não interessam para nada. Se não devemos extrapolar os resultados das eleições federativas para as primárias, muito menos podemos confiar nos resultados das sondagens dirigidas à população portuguesa em geral, como hipotético resultado de uma eleição em que só votam militantes e "simpatizantes" do Partido Socialista.

 

Costa parece estar a confundir os cenários e nem se está a aperceber do "arrebanhamento massivo de simpatizantes" que as tropas do Tozé Seguro andam a fabricar há meses. E, mais uma vez, posso usar como exemplo o distrito do Porto, onde o exército de candidatos "tachistas" da ala "segurista" andam desenfreados à cata de simpatizantes. E olhem que já são muitos os arrebanhados!

 

Talvez António Costa esteja a fazer o mesmo por outras bandas, mas eu continuo a achar que ele anda demasiado... seguro!