Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

É óbvio que Bruno de Carvalho será candidato

Bruno de Carvalho está impedido, pela Mesa da Assembleia Geral do Sporting, de se candidatar nas próximas eleições para a presidência do clube. Contudo, a candidatura de Bruno de Carvalho já informou que vai recorrer da decisão e que vai apresentar-se nas eleições.

 

De facto, é notória a falta de coragem dos muitos adversários de Bruno de Carvalho que querem arrumá-lo, não nas urnas, mas na secretaria. É um grande erro. Impedir Bruno de Carvalho de se candidatar é dar-lhe ainda mais força. É permitir-lhe que mantenha a chama acesa para que possa regressar em grande.

 

E é por isso que eu não tenho dúvidas que Bruno de Carvalho será candidato à presidência do Sporting. Pode até não acontecer nas próximas eleições, mas nas seguintes será com toda a certeza. Bruno de Carvalho tem uma fatia considerável de sócios que o apoia. Aliás, essa é a única razão pela qual está impedido de se candidatar, porque os seus adversários entendem que o risco de ser reeleito é enorme.

 

Bruno sabe disso e vai continuar em campanha, mesmo para lá das eleições de Setembro próximo. E, como toda a gente sabe, o Sporting é um clube muito peculiar, basta ver a quantidade de candidatos interessados em assumir os comandos do clube, mesmo numa altura em que qualquer pessoa ajuizada fugiria a sete pés. Não, não se trata de sportinguismo. Trata-se de pura necessidade de protagonismo, entre outras coisas terminadas em “ismo”, que não profissionalismo.

 

É, pois, muito fácil antever que o próximo presidente do Sporting não vai ter vida fácil e que não vai durar muito tempo no cargo, porque nada daquilo que realmente interessa aos sócios vai mudar para melhor, isto é, o Sporting vai continuar sem conquistar títulos importantes. E a paciência dos sócios é cada vez menor. E, claro, Bruno de Carvalho vai andar por aí a fazer questão de lembrar toda a gente, que com ele havia um projecto em curso e que se não fosse interrompido daria frutos.

 

Vai ser bonito.