Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Este fim-de-semana tirei um Doutoramento

Recentemente estourou uma nova polémica sobre títulos académicos que envolve o novo secretário-geral do PSD, Feliciano Barreiras Duarte (ex-secretário de estado de Miguel Relvas) que, segundo consta, há anos que vinha a usar o título de “visiting scholar” da Universidade de Berkeley, uma espécie de investigador/professor visitante daquela instituição. Só que, na verdade, Barreiras Duarte nunca adquiriu esse estatuto e a Universidade de Berkeley nega que ele tenha alguma vez frequentado a instituição.

 

A reputada Universidade norte-americana desconhece mas admite que Barreiras Duarte possa ter visitado a instituição, como mero visitante, mas não há qualquer registo da existência de um vínculo àquela Universidade. Mas, então, por que razão Barreiras Duarte se apoderou desse título? Parece que chegou a propor-se ser “visiting scholar” e que chegou a trocar alguns “papers”, mas na verdade nunca lá pôs os pés ou sequer foi investigador de coisa alguma.

 

Pois bem, a propósito desta polémica e imbuído deste espírito facilitista, perdão, desta minha obstinação pelo conhecimento e pela investigação científica, não perdi tempo e aproveitei o fim-de-semana para elevar o meu estatuto académico.

 

Comecei por fazer uma pesquisa na Internet, para me certificar quais são as melhores e mais reputadas universidades internacionais. Decorridos apenas 10 minutos de pesquisa e já a Google me tinha enviado um certificado a autenticar-me como especialista em pesquisas (Google Certified Search Expert). Fui logo actualizar o meu currículo. De seguida entrei no site da Universidade de Oxford e, eis que do nada, me aparece uma mensagem “pop-up” que dizia o seguinte:

 

“Parabéns! Você é o visitante número 999 no dia de hoje, pelo que temos o prazer de lhe atribuir o título de ‘visiting scholar’. Clique para receber o certificado.”

 

Eu cliquei e o certificado foi emitido de imediato. Fiquei tão surpreendido com a rapidez que esta universidade certifica os seus “investigadores” que até disse para mim “bem, é desta que tiro um Doutoramento”. E nisto, entro na página dos cursos de Doutoramento e vou directo aos formulários de inscrição. Preencho o formulário e, no final, antes de o submeter para apreciação apareceu uma mensagem que dizia:

 

“Captcha. Faça a conta: 2+2=_”.

 

Eu escrevi “4” e submeti o formulário. De seguida, aparece-me a seguinte mensagem: “Parabéns! Terminou a operação com sucesso.”, pelo que depreendi que já possuo um PhD em Mathematics, pela Universidade de Oxford. Penso que não estou a dizer nenhuma mentira, senão, por que outra razão me pediram para fazer aquele cálculo tão difícil? Fiz um PrintScreen dessa mensagem para que ninguém possa pôr em causa as minhas habilitações académicas, no futuro. É melhor precaver-me dessas situações, pois anda por aí muita gente mal-intencionada.

 

Portanto, um PhD em Mathematics já ninguém tira do meu currículo.

 

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2