Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Falta de vergonha na cara tens tu

Maria Luís Albuquerque disse que “o PS não tem vergonha na cara”. Disse isto na sequência das declarações de alguns membros do PS que, por sua vez, disseram que o partido se sentia envergonhado em relação às polémicas que envolvem José Sócrates e Manuel Pinho.

 

Maria Luís Albuquerque alega o costume, que “o PS levou o país à bancarrota”, “que os governos socialistas fizeram PPPs ruinosas e desastrosos contratos swap”. Escusado será dizer que o país nunca esteve na bancarrota e que as ruinosas PPPs são obra de vários governos, do PS e do PSD. Mas o mais incrível é ver Maria Luís Albuquerque a falar de “swaps”, tendo mesmo o desplante de acusar o PS de fazer “desastrosos contratos swap”.

 

Então recordemos que, Maria Luís Albuquerque, poucos dias depois de tomar posse como ministra no governo de Passos Coelho, mentiu despudoradamente no Parlamento quando afirmou não ter recebido informação suficiente sobre os contratos swap das empresas de transportes públicos. Toda a gente ficou a saber que, dois anos antes, a Direcção-Geral do Tesouro havia alertado a então secretária de estado (ela própria) para o perigo de perdas no valor de 1,5 mil milhões de euros. Maria Luís simplesmente não quis saber e deixou passar.

 

Mas, como quem mente uma vez mente mil, Maria Luís voltou a mentir ao Parlamento quando negou ter tomado conhecimento ou estar envolvida em contratos swap, enquanto trabalhou no IGCP (de 2007 a 2010). Uma auditoria da Direcção-Geral do Tesouro voltou a apanhar a senhora Albuquerque em desavergonhadas mentiras à nação. Maria Luís era técnica superior no processo de aprovação desses contratos swaps que, uma vez, foram altamente ruinosos para o Estado.

 

Maria Luís voltou a mentir no caso Estradas de Portugal. Maria Luís negou ter dado instruções para que a Estradas de Portugal alterasse o seu orçamento de 2012, por causa dos maus créditos do BPN. Ficou provado, com cópias de e-mails e tudo, que Maria Luís deu a referida ordem à empresa pública. Por falar em BPN, convém lembrar que esta senhora foi o rosto da venda do BPN que, como todos também nos recordamos foi um tremendo fracasso e um colossal prejuízo para o Estado.

 

Maria Luís mentiu quando prometeu a devolução de parte da sobretaxa de IRS. Também jurou a pés juntos que não teve nada a ver com o processo de resolução do BES e que isso não traria qualquer custo para os contribuintes. Depois foi o que se viu, milhares de milhões de euros que saíram do bolso dos contribuintes.

 

Maria Luís Albuquerque continua a acumular as funções de deputada da nação, onde supostamente defende os interesses do Estado e a função de administradora da empresa Arrow Global, que lucra com o que corre mal ao Estado Português.

 

Muito mais haveria por dizer do percurso político da antiga professora de Pedro Passos Coelho, mas acho que isto é mais do que suficiente para demonstrar que alguém assim não tem qualquer tipo de autoridade para acusar seja quem for de falta de vergonha na cara.

 

Falta de vergonha na cara tens tu, Maria Luís.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.