Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

Isto é para a “Esquerda” que apoia o regime de Zelensky

bogdan_socialista_preso.jpg

No passado dia 25 de Abril, Bogdan Syrotiuk – um opositor socialista ao regime fascista de Zelensky e da guerra entre a Ucrânia e a Rússia instigada pela NATO – foi preso pelo Serviço de Segurança da Ucrânia, o SBU, na sua cidade natal, Pervomaisk, no sul da Ucrânia.

Bogdan, que tem 25 anos e a sua saúde debilitada, está detido numa prisão em Nikolaev, sob condições atrozes, sob acusações fraudulentas de servir os interesses da Rússia. Na verdade, Bogdan é um oponente intransigente do regime capitalista de Putin e da sua invasão da Ucrânia. Ele luta pela unidade da classe trabalhadora na Ucrânia, na Rússia e em toda a antiga União Soviética.

Se o tribunal o considerar culpado destas acusações, Bogdan poderá ser condenado com uma pena de prisão de 15 anos a prisão perpétua, o que equivale a uma pena de morte.

A prisão de Bogdan é o exemplo mais recente da repressão brutal do regime de Zelensky aos movimentos de esquerda, cuja oposição à guerra está a encontrar uma resposta crescente dentro da classe trabalhadora ucraniana.

A luta pela liberdade de Bogdan é uma componente essencial da luta contra a guerra imperialista, a economia de guerra, o fascismo e o nazismo.

Mas há uma certa “Esquerda” que muito aprecia e defende o "democrata" Zelensky, que baniu canais de televisão, porque não eram do seu agrado. O mesmo Zelensky que proibiu a actividade política a 11 partidos – todos de Esquerda, por curiosidade. Trata-se de uma Esquerda que esta “Esquerda” especial não gosta. O regime de Zelensky perseguiu (e persegue), deteve (e continua a deter) e assassinou pessoas que se atreveram a expor as suas façanhas, desde jornalistas a políticos. O “herói” Zelensky continua a raptar, nas ruas, nas universidades, nos transportes públicos, nos cafés e nas habitações, homens com idade para combater. E, para coroar a bela democracia que é a Ucrânia, Zelensky proibiu a realização de eleições no país, por tempo indeterminado. Saliente-se que a taxa de aprovação de Zelensky na Ucrânia é cerca de 15%.

Anda por aí uma “Esquerda” que aprecia tudo isto. E é fácil perceber porquê. Basta ver quem lhes paga.

4 comentários

Comentar post