Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Livros grátis para todos, refeições só para alguns

O Governo decidiu que as escolas vão passar a disponibilizar refeições nas férias (Natal e Páscoa) para alunos carenciados. O Governo alega tratar-se de mais uma medida de combate às desigualdades sociais, sendo que abrangerá todos os alunos beneficiários de acção social.

 

Concordo, em parte. Mas não compreendo a razão pela qual um Governo entende que os livros devem ser gratuitos para todos os alunos, todos, não apenas para os beneficiários de acção social, e no que respeita às refeições, essas só as disponibiliza para os mais carenciados.

 

Eu acredito que existe justiça social quando os mais carenciados são os mais apoiados. E é por essa razão que discordo da gratuitidade dos manuais escolares para todos.

 

Dizem que os livros alimentam o espírito e, nesse sentido, podem ser considerados como alimento. Contudo, parece-me que na pirâmide das necessidades, a alimentação do corpo aparece em primeiro lugar, pelo que a haver gratuitidade ela deve começar na alimentação e só depois no resto, como os manuais escolares.

 

Se calhar, se aparecer por aí uma empresa de confecção de refeições escolares, uma que se chame “Porto Confeccionadora”, por exemplo, talvez o Estado lhe entregue o monopólio das refeições escolares em regime de exclusividade e universalidade. E aí já haverá refeições para todos, à pala do Estado, tal como nos livros.

6 comentários

Comentar post