Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Mais uma indecência da administração norte-americana

afeganistão_sanções_eua.jpg

O Afeganistão atravessa uma grave crise de fome, os desastres humanitários sucedem-se e o recente terramoto só veio acrescentar mais desgraça a um país que está atado e impedido de satisfazer as necessidades mais básicas e urgentes, por parte da Administração Biden que congelou milhares de milhões de dólares das reservas afegãs. Ou seja, as habituais sanções que a Administração dos EUA adora impor aos outros países.

Devido a esse sórdido bloqueio imposto pelo governo de Joe Biden, o Afeganistão – que foi invadido e ocupado pelo exército norte-americano durante as duas últimas décadas – encontra-se mergulhado numa situação de emergência financeira, onde não há dinheiro para nada, nem mesmo para as necessidades mais básicas como a compra de alimentos para uma população assombrosamente empobrecida.

Portanto, milhões de afegãos que se encontram numa situação de desprotecção limite e que foram largados pela máquina do poder dos EUA às mãos dos talibãs. E para agravar ainda mais essa vergonhosa condição, agora são obrigados – pelos mesmos que os colocaram nessa posição – a enfrentar uma situação de emergência humanitária extrema, sem poder aceder ao dinheiro que lhes pertence, porque os “donos do mundo” não deixam.

A Administração Biden pretende ainda apoderar-se dos muitos milhões de dólares afegãos para os entregar às vítimas do “11 de Setembro”, como se a população afegã tivesse alguma culpa no cartório.

A indecência não tem limites.

2 comentários

Comentar post