Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

“Não tenho enteados”, só dois ou três

Isto de comentar as escolhas do seleccionador vale o que vale. Até porque não se pode questionar ou contrariar as decisões de algumas pessoas. Ainda assim, não resisto em fazer um pequeno apontamento sobre os eleitos do seleccionador nacional para o Mundial de futebol.

 

Fernando Santos disse que, para ele, "os jogadores são todos como seus filhos" e que "não há enteados". Mas será assim como ele diz? A realidade das suas escolhas mostra-nos que há alguma distinção nos “seleccionáveis”. Há muito tempo que Fernando Santos já vinha a “mandar recados”, dizendo que não havia lugares garantidos, apenas um, o de Ronaldo, afirmação absolutamente ridícula, mas deixemos isso agora de lado. Mas também já se antevia que, afinal, havia lugares garantidos, sim. E não era apenas o de Ronaldo.

 

Se por um lado se compreende bem que jogadores como Patrício, Quaresma, Moutinho ou Bernardo Silva tivessem os lugares garantidos, por outro lado não se compreende a presença de alguns, apesar de também eles terem lugar assegurado há muito tempo. Refiro-me ao Adrien Silva e ao João Mário, mais concretamente. Nem sequer vou questionar a presença do William Carvalho que, na minha opinião nem sequer é jogador de futebol, mas isso pode ser rebatido com o argumento de que é um grande jogador e que tem, há vários anos, inúmeros gigantes europeus atrás dele, mas que nunca concretizaram. Enfim, deixemos isso de lado e voltemos ao Adrien e ao João Mário. Trata-se de dois jogadores que tiveram épocas bastante apagadas, Adrien só começou a jogar em Janeiro, como se sabe, e jogou apenas meia-dúzia de jogos completos. Muito pouco para merecer a presença na fase final do Mundial. João Mário também não teve uma época feliz e a sua presença é questionável.

 

Se atentarmos nas justificações dadas por Fernando Santos em relação às ausências de Éder ou Nani, verificamos que as mesmas assentam que nem uma luva para jogadores como Adrien ou João Mário. Mas o Fernando Santos é que sabe. Ele é que é o seleccionador. Agora, não nos queira tomar por parvos, quando diz que só há filhos e não há enteados. A presença de Adrien e João Mário, sobretudo a de Adrien demonstra bem a existência de filhos e enteados.