Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Negócios à Benfica (ou à Vieira)

Jorge Jesus está de regresso ao Benfica, protagonizando a maior contratação de sempre que um clube português faz num treinador da bola e seus adjuntos. Consta que são 25 milhões de euros que o Benfica terá de pagar pelos três anos de contrato.

Há quem diga que este investimento até pode ser de baixo valor, dependendo dos resultados que Jesus possa vir a apresentar. Claro, mas não é assim com toda a gente?

A verdade é que, do ponto de vista financeiro, Luís Filipe Vieira está a fazer uma péssima contratação, já que o treinador da bola em questão não tem procura no mercado. Não é o mercado que faz o preço? Vieira pode até alegar que conseguiu contratar Jesus, pagando-lhe um salário inferior ao que este recebia no Flamengo, contudo, toda a gente sabe que Jesus estava ansioso por deixar o Flamengo e regressar a Portugal ou outro país europeu, daí ter renovado com o clube brasileiro (há cerca de um mês) por apenas mais um ano. E fê-lo por não haver mais nenhum clube que o quisesse. Essa é que é a verdade. Não existe nenhum clube, além do Benfica, que pretenda contratar Jorge Jesus. Bom, talvez o Casa Pia, o Arrifanense ou o Alfarelense tivessem interessados, mas nenhum deles cumpriria os requisitos exigidos por Jesus.

Portanto, Jesus estava mortinho, mortinho por regressar a Portugal e o Benfica era o único clube interessado. E o que faz Vieira? Abre os cordões à bolsa e paga o maior valor de sempre numa contratação. Como se Jesus fosse garantia de futuros encaixes financeiros, antes pelo contrário, o Benfica terá de preparar-se para abrir ainda mais os cofres, porque o JJ só sabe trabalhar com jogadores feitos e caros.

Não haja dúvida de que foi um grande negócio. Sim, mais um grande negócio para Jorge Jesus.