Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Nem tudo que vai @rede é peixe

A reportagem que Conceição Lino apresentou, ontem, no Jornal da Noite na SIC é absolutamente inacreditável. Se eu não conhecesse a credibilidade da jornalista até pensaria que os intervenientes da mesma são bons actores.

 

Aquilo a que assisti é absolutamente incrível. Como é possível haver alguém, adulto, aparentemente na posse de todas as faculdades mentais, estabelecer uma relação de “intimidade” com alguém que não conhece pessoalmente?

 

Como é possível alguém indicar o seu número de telemóvel a um(a) desconhecido(a) do Facebook? Mais grave ainda, como é possível trocar informações pessoais com alguém que se desconhece?

 

Há ainda a parte cómica, que tem a ver com os encontros marcados que nunca aconteceram, com aquelas tamanhas e estapafúrdias desculpas. E o indivíduo cada vez mais apaixonado, porque ela lhe pareceu bonita… e era médica e tal…

 

No final da primeira parte desta reportagem, Conceição Lino deixa como cena dos próximos capítulos, a indicação de que esta “situação ainda não terminou e o que vamos ver a seguir ultrapassa os limites do impensável…”.

 

Ainda mais impensável? Será que os “enganados” vão receber uma chamada telefónica do além e também vão acreditar que é verdade?

 

Em que mundo é que esta gente vive?

 

Realmente, nem tudo que vai @rede é peixe. Principalmente neste tipo de rede, onde, além de gente normal prolifera gente que não existe, criminosos, malfeitores e também alguns totós.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.