Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Notre-Dame e os piu-pius de Trump

O incêndio na Catedral de Notre-Dame vem expor, uma vez mais, a incapacidade que temos em proteger o nosso património. Eu digo “temos” e “nosso” porque este problema é transversal (há não muitos meses, um incêndio destruiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro). Duvido que, por exemplo, no Mosteiro dos Jerónimos existam meios de combate e/ou um plano de contingência para minimizar as consequências que um desastre desta natureza pode provocar. A realidade demonstra que, com tecnologia de ponta, tantos meios técnicos e humanos, não temos capacidade para responder de forma eficaz ou até mesmo evitar este tipo de catástrofes. Em pleno século XXI não somos capazes de defender aquilo que foi bem defendido, com menos meios, durante séculos e séculos.

 

“Notre-Dame” estava em obras de reestruturação, algo que constituía mais uma razão para a existência de um plano de contingência especial. A menos que venham a anunciar que se tratou de um "acto terrorista", não vislumbro muitas desculpas que possam ser apresentadas.

 

Mas como uma desgraça nunca vem só, tivemos que levar com mais um piu-piu hilariante do Presidente dos Estados Unidos da América. Ao tomar conhecimento do incêndio, Donald Trump não resistiu e escreveu o seguinte:

trump_notre-dame.jpg

 

Poderia ter-se ficado pela primeira frase, mas não, Trump tinha que mandar o bitaite… era mesmo isso senhor Trump, meios aéreos a despejar trombas-d’água. Isso é que era. Ou então, dois mísseis. O efeito era capaz de não ser muito diferente.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.