Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

O assassino que chora a ver o Bambi

O assassino de Aguiar da Beira afinal é um lamechas. O indivíduo que dá pelo nome de Pedro Dias, que abateu duas pessoas a sangue frio e tentou matar pelo menos outras tantas, anda a monte há quase dez dias. Inicialmente era visto como um monstro, pouco a pouco começa a ser visto como um indivíduo pacato, um paz-de-alma que não é capaz de fazer mal a uma mosca e que até se emociona facilmente.

 

A comunicação social tem este imenso poder transformativo. Passa-se de bestial a besta num ápice (neste caso concreto, “de besta a bestial”).

 

O tipo que é um assassino cruel, afinal tem um coração mole. Matou um polícia e atirou a matar sobre outro, mas tirando isso é uma jóia de pessoa. Entretanto, intercepta um casal que estava a tratar da sua vida, mata o homem e atira a matar sobre a mulher, só porque lhes queria usurpar a viatura e prosseguir em fuga. Pronto, não foi uma atitude bonita para com os azarados transeuntes que se atravessaram no caminho da besta, mas se esquecermos essa pequena falha rapidamente se conclui que este tipo é uma pessoa impecável.

 

Reparem bem! O criminoso mais procurado em Portugal só o é porque outros ousaram intrometer-se no seu caminho. Bandalhos! Ele andava na sua vidinha pacata e os outros é que vieram atrapalhar. Querem agora crucificá-lo por causa de umas pequenas falhas que foi forçado a cometer? Vá! Deixem-no em paz! Ele só quer sossego, passear por campos verdejantes, recostar-se na erva fresca, colher malmequeres e emocionar-se com o canto das cotovias.

5 comentários

Comentar post