Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

O Comunismo é bom ou mau?

A pergunta é pertinente, principalmente nos tempos que atravessamos. Nunca um governo português se mostrou tão empenhado em negociar, eu diria mesmo, em delapidar o nosso património em favor de alguns países em que a ideologia política dominante é o Comunismo.

 

Mas o Comunismo é bom ou é mau? Antes de tentar responder à questão, seria importante salientar em que consiste o Comunismo, já que são muitas as pessoas que em Portugal não sabem o que é, ou que têm uma ideia completamente deturpada. E também são muitos aqueles que fingem que não sabem e que tudo fazem para confundir os seus fundamentos.

 

De um modo simplista, pode-se dizer que o Comunismo é uma ideologia política, social e económica que se baseia no princípio da igualdade, onde não existem classes sociais distintas e em que o Estado assume um papel preponderante na distribuição igualitária da riqueza. O Comunismo é a ideologia que se opõe ao Capitalismo. O objectivo principal da ideologia comunista é que o povo (que somos todos nós e não uma qualquer espécie de seres alienígenas como alguns tentam fazer crer) detenha o poder de decisão. Ou seja, o Comunismo encaixa-se com perfeição no conceito de Democracia. E, defendendo acerrimamente o princípio da igualdade entre todos, por que razão é o Comunismo tão hostilizado? Pode-se mesmo depreender que todos os que se opõem ao Comunismo, opõem-se ao princípio da igualdade e justiça social e, no entanto, é vê-los ganhar eleições em pleno regime democrático, mesmo havendo a percepção de que a maioria das pessoas desejaria viver numa comunidade igualitária. Estranho não é?

 

Bem, tudo isto que acabei de dizer pode padecer do facto de ser apenas teoria, um conjunto de generalidades que carecem de fundamentos empíricos (pelo menos em Portugal), mas a verdade é que o Comunismo é isto mesmo que acabei de referir, independentemente daquilo que alguns possam praticar em seu nome.

 

Mas o que é realmente estranho é a postura de alguns partidos políticos face ao Comunismo. Em Portugal, nomeadamente os partidos da direita (PSD-CDS), estão constantemente a rotular o Comunismo de ideologia ultrapassada, retrógrada e utópica. Quando ouço os membros deste governo (e todos os outros que o antecederam, especialmente os de direita), seus deputados e restantes militantes partidários a referirem-se ao Comunismo como um bicho-papão, sustentando que se tivessem o poder levariam o país à ruína eu pergunto: Será que sabem o que é o Comunismo? Ou será apenas medo? Medo que o Comunismo leve à ruína, não o país, mas os interesses perpetuados pela ideologia Capitalista que serve e é servida pelos senhores do poder.

 

Mais, por que razão esses mesmos senhores não podem ouvir falar em Comunismo, mas no que respeita a aceitar dinheiro proveniente dos seus regimes a história é bem diferente? Comunismo nem pensar! Dizem os amigos do Capitalismo... mas tudo o que possamos colher deles, isso já nos interessa!

 

E é só olhar e ver mais uma comitiva de capitalistas a bandear-se em direcção ao maior regime comunista, em mais uma tentativa desesperada de delapidação do pouco que sobra do Estado português e, pelo meio, tentar fazer mais uma série de negociatas em nome próprio, procurando apanhar a maior quantidade de cobres aos senhores do Comunismo, que tanto dizem abominar. Tudo isto em nome de um interesse desprezível, em nome da pequena classe dominante a que pertencem e em desfavor do Estado português, da igualdade, justiça social e do povo português.

 

Resumindo, é esta gente que despreza o Comunismo e que tenta a qualquer custo impedir que esta ideologia possa alguma vez prosperar no nosso país que, simultaneamente, adora, venera e vive sequiosa dos seus frutos. Esta gente não suporta a ideia do Comunismo para todos, mas abraça com muita força os seus lucros, desde que sejam só para eles.

 

Segundo os senhores da direita, a resposta à pergunta inicial é óbvia: O Comunismo é muito bom, desde que não seja para todos!

6 comentários

Comentar post