Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

O que se passa com António Costa?

O que se passa com António Costa? De repente, um político experiente transformou-se num aparente ingénuo. Quase em cima da campanha eleitoral para as Legislativas e António Costa, o líder do maior partido da oposição, mais parece um gatinho sem garras.

 

Nas entrevistas comporta-se como se carregasse a culpa do mundo “às costas”. É certo que alguma classe jornalística se comporta mais agressiva com ele do que com quem está no poder, ou seja, a habitual independência do jornalismo nacional. No entanto, esperava-se que António Costa soubesse impor-se perante os factos. Porque é de factos que os políticos deveriam falar e Costa tem muitos factos relevantes para falar, nomeadamente sobre a péssima governação da coligação nos últimos quatro anos.

 

Quando olhamos para os jornais e televisões, vemos um António Costa incomodado com as anteriores governações socialistas (e já lá vão vários anos) e com uma argumentação pouco acutilante em relação ao actual governo. Às vezes até parece que se sente culpado pela má governação desta coligação.

 

O que se passa com António Costa? É a pergunta que se impõe. Ou deverei perguntar “o que se passa com o PS”? Será que contrataram assessores de imprensa e de campanha alaranjados? Ou perderam de vez o discernimento para desempenhar o seu papel? Ou ainda, será que o discurso de Passos Coelho é tão convincente, que o próprio António Costa começa a acreditar.

 

Eu, cada vez que ouço o Passos Coelho a falar só me apetece espancá-lo. Claro que não aconselho António Costa a fazê-lo, mas que diabos, Costa tem razões, capacidade e acima de tudo, tem imensos factos para atirar à cara de Passos Coelho. E a única coisa que faz é aquele discurso educado, muitas vezes atabalhoado e sem chama. Só lhe falta atirar pétalas de rosas. Estará Costa à espera da campanha propriamente dita? Se calhar vai tarde…

 

Mas Costa tem demonstrado outras inconformidades. Um exemplo disso é a sua posição face ao que se passa com a Grécia. Nestes assuntos não pode haver dualidades, tem que haver convicções.

 

Mas o pior foi a escolha dos cabeças de lista às Legislativas. Com que então há que renovar e diversificar o topo das listas? Muito bem. Mas só o topo? O resto das listas como fica? Os mesmos de sempre? Porquê renovar apenas o topo das listas? Que tipo de consistência tem esse raciocínio? Quando os lugares seguintes serão ocupados pelos mesmos.

 

E os independentes? Em primeiro lugar, gostaria que me demonstrasse que tipo de independência tem os ditos “independentes”. Segundo, estas ideias “seguristas” são para continuar? A tão famigerada abertura do partido à sociedade. A célebre jogada de credibilização dos partidos. Mas isto faz algum sentido? Um partido tão grande como o Partido Socialista não tem capacidade de encontrar soluções internamente?

 

Mais perguntas para António Costa: Então, dentro dos milhares de militantes que tem o Partido Socialista não há gente credível? A renovação das listas não pode ser feita com gente de dentro, gente capaz e que nunca teve oportunidade de fazer parte das listas? O PS não tem nenhum militante que nunca tenha desempenhado cargos políticos, mas que seja competente, idóneo e com provas dadas na sociedade? Serão todos os militantes socialistas gente alienada da sociedade portuguesa? Ou gente adestrada pelos barões do partido? Acredito que muitos são, mas serão todos assim? Ou será que estes independentes não passam de indivíduos com o rabo preso? E, alguns deles até renunciarão ao cargo de deputado. E, afinal, temos mais do mesmo mas de forma encapotada.

 

Este PS (os dirigentes, claro) e, em particular, o seu líder parecem envergonhados daquilo que são e representam. Não confiam naqueles que os acompanham porque os conhecem bem. Têm medo do que os eleitores vão pensar se os virem no topo das listas. Não aceitam renovar as listas com gente de dentro, que nunca tiveram uma oportunidade. E, logo a seguir às caras lavadas que agora aparecem no topo das listas, vêm os mesmos do costume.

 

Este PS anda muito desorientado…

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.