Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

A cotação do petróleo continua em queda, mas os combustíveis vão aumentar. Porquê? Porque sim. Além disso, o Euro2024 está a começar e andam todos distraídos a bater palmas ao autocarro da selecção... portanto, é uma boa altura para aumentar os preços.

OTAN

"Organização Terrorista do Atlântico Norte"

 

otan_75.jpg

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) foi criada em 1949 com o objectivo (dito por eles) de impedir a expansão soviética na Europa Central e Oriental. Como é mais do que sabido por toda a gente, a União Soviética desmembrou-se em 1991, contudo, a OTAN não só não deixou de existir, como ainda aumentou o número de países membros. A OTAN – sobretudo no período pós-guerra fria – avançou desenfreadamente na direcção leste e apostou tudo no cerco à Rússia. E, enquanto isso, evoluiu para se tornar numa máquina de guerra global na Europa, no Médio Oriente, na América Latina, em África e na Ásia.

A OTAN expandiu a sua presença e incorporou 14 países da Europa Central e Oriental no seio da organização, tendo atirado para o lixo a promessa de não provocação nem avanço em direcção a leste.

Entre os inúmeros crimes de guerra perpetrados pela OTAN, destacam-se o bombardeamento da Bósnia, da Sérvia e do Kosovo. As invasões e guerras no Afeganistão, no Iraque, na Síria e na Líbia, que resultaram em mais de um milhão de mortos e em cerca de 40 milhões de desalojados. Portanto, um vasto rol de invasões e ocupações ilegais, de patrocínio de milícias e de grupos terroristas e até mesmo da limpeza étnica de populações.

Tudo isto é feito com o único objectivo de satisfazer as necessidades imperialistas de Washington, de canalizar milhares de milhões de dólares para a indústria de armamento que dela depende, e, obviamente, encher os cofres de toda a elite capitalista norte-americana e seus capachos (banca, empresas de energia, tecnológicas, etc.).

A OTAN é, sem sombra de dúvida, a aliança militar mais agressiva e perigosa. Nada mais faz do que instigar a desordem, do que violar sistematicamente a lei internacional e os direitos humanos, do que semear guerras e destruir economias. É, de longe, a maior organização terrorista do planeta.