Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Porque é que o Cristiano Ronaldo é um m*rd*s?

cr7.jpg

Bem, se fosse para enumerar todas as razões que fazem de Cristiano Ronaldo “um merdas” seria necessário escrever uma obra dividida em volumosos calhamaços. Fiquemo-nos, então, apenas pela enunciação de dois acontecimentos recentes. O primeiro tem a ver com a entrevista que Cristiano Ronaldo decidiu dar ao senhor Piers Morgan, sabendo de antemão que a mesma seria difundida antes do Mundial do Qatar, onde a selecção portuguesa está presente.

Nessa entrevista, Cristiano Ronaldo desrespeitou profundamente o clube que ainda representava, desrespeitou os seus colegas de equipa mas, pior do que tudo, desrespeitou a selecção nacional portuguesa e o seu país, na medida em que ao concentrar em si todas as atenções, por via de razões muito polémicas, acabou por arrastar para o seio da selecção nacional uma situação desestabilizadora e completamente desnecessária.

Cristiano Ronaldo fê-lo a pensar apenas em si – como sempre - demonstrando, uma vez mais, estar-se completamente nas tintas para os seus colegas de selecção. Um "merdas".

E agora, a questão do primeiro golo contra o Uruguai. Sinceramente, é absolutamente estonteante que, ainda hoje, haja quem tenha dúvidas de que o golo foi realmente marcado pelo Bruno Fernandes. Qualquer pessoa que não tenha os olhos descalibrados por razões fisiológicas, ou que não sofra dessa doença que se chama “síndrome das ronaldetes apaixonadas” viu, logo no lance em directo, que a bola cruzada pelo Bruno Fernandes não sofre qualquer desvio na sua trajectória. E no entanto, depois de inúmeras repetições de vários ângulos, muitos ainda tinham (e têm) dúvidas e muitos outros afirmaram que o golo foi do Cristiano Ronaldo. Realmente. É preciso muita obsessão. Muito lambe-cusismo.

Só faltou dizer que “se não fossem os piolhos que saíram do cabelo do Cristiano Ronaldo e bateram na bola, não teria sido golo”, ou então, que “se não fosse o majestoso movimento de cabeça do Cristiano Ronaldo que, com a pujante corrente de ar que criou à volta da bola fez com que ela entrasse na baliza uruguaia”.

Cristiano Ronaldo sabe, melhor do que ninguém, que nunca tocou na bola. No entanto, festejou como se o golo fosse seu, a ver se colava. E porquê? Porque Cristiano Ronaldo é a “’ronaldete’ fã número um de si próprio” e, por essa razão não se coibiu, nem por um milésimo de segundo, em tentar usurpar um golo ao seu colega de selecção, só para satisfazer a sua ânsia de conquistar mais um recorde pessoal. Porque para ele, os recordes pessoais são muito mais importantes que as conquistas da selecção. Tenho para mim que Cristiano Ronaldo não hesitaria nem um segundo em trocar o título de Campeão da Europa pela selecção nacional por umas quantas bolas de ouro, que o permitisse deter esse recorde.

Cristiano Ronaldo festejou como se o golo fosse seu, algo que, por si só, já é suficientemente demonstrativo do tipo de pessoa que é, mas pior que isso, Cristiano Ronaldo reagiu com uma profunda insatisfação quando o nome e a cara de Bruno Fernandes apareceram nos ecrãs do estádio, confirmando que tinha sido ele a marcar o golo. Comportamento absolutamente execrável. Claro que, muito rapidamente, Cristiano Ronaldo tratou de colocar um sorriso na cara para disfarçar o seu enorme descontentamento, mas que só serve para ludibriar e manter as “ronaldetes” apaixonadas.

Dizem que Cristiano Ronaldo terá ficado muito entusiasmado com a possibilidade de igualar Eusébio, no número de golos marcados em mundiais – nove golos. A ser verdade, tenho um recado para o Cristiano Ronaldo, que até ao momento soma oito golos marcados em cinco mundiais. O Eusébio tem nove golos marcados em apenas um mundial. Se o Cristiano Ronaldo pretende igualar ou ultrapassar Eusébio – e eu tenho a certeza que ele deseja muito veementemente ultrapassá-lo – terá que marcar pelo menos 10 golos neste Mundial. Já só faltam nove.

1 comentário

Comentar post