Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Prémios Stromp atentos ao Benfica

Os prémios Stromp são uma homenagem que anualmente se faz no clube Sporting Clube de Portugal. Até aqui nada de novo. Todos os clubes têm atitudes semelhantes, no que respeita ao reconhecimento daquilo que os seus colaboradores (dirigentes, técnicos, atletas, sócios, adeptos, etc.) fazem ao serviço do seu clube.

 

O grande facto na atribuição dos prémios deste ano foi Jorge Jesus ter sido distinguido como “o técnico do ano”. Deveras surpreendente. E surpreendeu-me por dois motivos: o primeiro tem a ver com o facto de Jorge Jesus não ter conseguido o acesso à Liga dos Campeões (frente ao CSKA de Moscovo), já ter sido eliminado da Taça de Portugal e não ter ganho nada este ano. OK! Venceu a Supertaça, mas por essa ordem de grandeza, então o treinador do ano deveria ter sido o Marco Silva, que venceu a Taça de Portugal. O segundo motivo, aquele que mais me espanta, é que depois de tanta celeuma e tanta rivalidade com as águias, o universo sportinguista decide reconhecer publicamente, com a atribuição deste prémio a Jorge Jesus, o bom trabalho que este fez, não ao serviço do Sporting mas do Benfica, pois só assim se compreende que seja visto como o técnico do ano.

 

Ainda uma referência para a atribuição do prémio de futebolista do ano ao William Carvalho. É mesmo o desespero a tentar valorizar de todas as formas e fora dos relvados, um jogador que pouco valor demonstra em campo. O Sporting precisa de vender activos para compensar quem tem andado a injectar capital no clube mas, santa paciência, com tantos jogadores melhores que o Sporting tem, que raio de embirração é esta?