Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Quando Ronaldo marca e quando dá a marcar

Quando Cristiano Ronaldo marca um golo, isso é notícia. Quando Ronaldo “dá a marcar” também. Quando Ronaldo marca um golo, mesmo que seja só encostar o pé à bola, em cima da linha de golo, diz-se que “é saber estar no lugar certo, no momento exacto”, que “é faro de goleador”, que “é inteligência no posicionamento em campo” e que “é pura eficácia”, só ao alcance do melhor do mundo.

 

Quando Ronaldo “dá a marcar” e há um colega seu que “faz de Ronaldo”, o que se diz? Diz-se que “Ronaldo trabalhou o golo para o seu colega”, que “Ronaldo fez o mais difícil e o colega apenas se limitou a encostar para o golo”, que “Ronaldo ofereceu mais um golo à equipa” e que “Ronaldo é pura magia”, só ao alcance do melhor do mundo. Foi o que aconteceu ontem, aquando da vitória da Juventus por 1-0, em Turim, frente ao Valencia, em mais uma jornada da Liga dos Campeões, com o golo a ser incompreensivelmente atribuído pela UEFA a Mario Mandzukic, quando todos vimos que Ronaldo “fabricou” pelo menos 99% do golo, não é verdade?

 

E quando Ronaldo falha? Oh… acontece aos melhores.