Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Que Visão é esta?

A Visão online publicou ontem um texto sobre essa figura fétida que dá pelo nome de Pedro Arroja. É… Sempre que escrever o nome da peça será com a rasura, como sinal de protesto, pois recuso-me a escrever correctamente o nome desse coiso aqui no blogue.

 

Adiante. Quero aqui afirmar que sempre tive a Visão em boa conta, concordando ou não com o que lá aparece escrito. Mas há limites para tudo, ou não? Pelo menos é a visão (ou falta dela) que a própria Visão tem. Repare-se que, também ontem, a directora adjunta da Visão escreveu um texto com o título “A net e a nova intolerância”. Vejamos o que lá aparece escrito:

 

“Não tenhamos dúvidas, na internet, em matéria de crispação política e verborreia, voltámos aos tempos do PREC. Ou pior ainda. O comentário nos media (tv e imprensa) já espelha bem a crispação que se vive num país onde se experimentam novos territórios políticos – perigosos, porventura pantanosos. Mas nada como o que se vê online, onde vale tudo, até tirar olhos.”

 

Parece-me óbvio que a senhora directora adjunta da Visão está a referir-se a tudo isto num tom irónico, alertando para a perigosidade do mau uso da internet e as repercussões que isso pode ter na vida real. E se dúvidas houvesse, a autora do texto acrescenta:

 

“Há razões de fundo para tal. É o reverso da medalha deste maravilhoso mundo novo. Na net as pessoas mostram as suas facetas mais obscuras porque estão escudadas atrás de um ecrã. Dizem coisas sobre outros e aos outros que jamais diriam frente a frente (…) se alguém se excede na linguagem ou vai mais além no tom do comentário, facilmente consegue uns likes extra (…) As pessoas gostam de incentivar os excessos alheios a uma distância segura. O bom senso e a tolerância não contribuem para a popularidade online.”

 

Ou ainda:

 

“Um dia está Portugal inteiro a bater na Pipa, a bloguer da mala da Chanel (ainda alguém se lembra disso?), no dia seguinte o alvo são os bifes da Isabel Jonet, a seguir ataca-se José Rodrigues dos Santos por causa do comentário em direto, depois manda-se abaixo o Pedro Arroja e a sua crítica às “esganiçadas”. Quem não alinha na pancadaria em massa está out, e ninguém quer ficar out.”

 

Portanto, voltámos aos tempos do PREC ou pior e é, especialmente, no mundo online que vale tudo, até tirar olhos. Uso e abuso de linguagem excessiva, onde se manda abaixo uns e outros, incluindo Pedro Arroja. Tudo isto, muitas vezes, apenas para se conseguir uns likes extra e popularidade.

 

Então eu pergunto: Está a Visão a entrar pelos mesmos caminhos, ao publicar um texto sobre Pedro Arroja destacando algumas das afirmações que frequentemente vomita? Recorrendo até a uma foto do “esganiçado” em formato outdoor. Por falar em “vomitar”, sabiam que “arrojar” é um sinónimo, em sentido figurado? Apenas um pertinente aparte. O que pretende a Visão com essa infeliz publicação? Não é fazer jornalismo. Não é informar. Muito menos dar a conhecer uma figura que mereça ser destacada, muito pelo contrário. Está a Visão a tentar obter, facilmente, um aumento de pageviews e dos tais comentários escabrosos, que tanto repudia, mas que capta anunciantes? Estará a Visão com medo de ficar out?

 

Sinceramente espero que não seja esse o caso e que tenha sido apenas uma infeliz coincidência.