Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Robles e a Direita

Disse-se por aí que Ricardo Robles, vereador da Câmara Municipal de Lisboa, havia lucrado milhões com a venda de um prédio em Alfama. Afinal, parece que a venda nunca aconteceu e, até agora, Ricardo Robles só teve gastos com o referido prédio. Mas, também é verdade que o prédio esteve mesmo à venda e que, a acontecer, proporcionaria um lucro de milhões a Ricardo Robles. E isso é mais do que suficiente para que se possa dizer que Ricardo Robles agiu contrariamente àquilo que sempre defendeu, isto é, a não especulação imobiliária.

 

Ó meus amigos, o que há de tão espantoso nisto? Um político que revela hipocrisia. Um político que defende uma coisa e faz outra. Isto é novidade para alguém?

 

Engraçada, muito engraçada mesmo, foi a reacção dos políticos da Direita. O PSD chegou mesmo a pedir a demissão de Ricardo Robles e exige saber se o Presidente da Câmara de Lisboa, bem como Catarina Martins, mantêm a confiança política no vereador. Na verdade, a Direita acaba de lançar para o debate público aquilo que eu sempre defendi, isto é, a ideia de que cada político que não actue escrupulosamente de acordo com aquilo que propagandeia deve ser excluído da vida política. Estão a ver o aconteceria se assim fosse, não estão?

 

Mas o mais cómico, aquilo que realmente fez desopilar milhões de fígados, foi o discurso colérico dos políticos de Direita que, sobre este caso, disseram mais ou menos o seguinte:

 

“O quê? O Robles afinal não é honesto? O Robles também mente no seu discurso político? O Robles é um especulador imobiliário? O Robles é como nós.”.

 

A Direita, no fundo, não tem nada contra a atitude de Ricardo Robles. No máximo tem inveja. Aliás, a Direita defende acerrimamente este tipo de comportamento, só não aceita que seja praticado por alguém que não pertença às suas fileiras. Se é para especular e ser desonesto então tem que se filiar no PSD ou no CDS. Agora, se é para pertencer ao Bloco de Esquerda, vá lá, sejam “honradinhos” se faz favor.

1 comentário

Comentar post