Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Ronaldo: rei dos recordes

Há muito que deixaram de surpreender as notícias sobre os recordes de Cristiano Ronaldo, contudo o último recorde anunciado pelo próprio merece ser destacado. Na passada Segunda-feira, no decorrer da Gala das Quinas de Ouro 2018, Ronaldo disse que o seu hábito de bater recordes também se manifesta fora do campo, salientando que teve 4 filhos em 3 meses.

 

Bom, não sigo a vida pessoal do Cristiano Ronaldo, mas estou em crer que foram 3 filhos e não 4. Mas se ele diz que foram quatro, quem sou eu para contrariar? Ainda assim, 4 filhos em 3 meses não é grande recorde, ó Cristiano. Conheço um casal que teve quatro no mesmo dia.

 

Entretanto, Ronaldo tem sido muito destacado nas notícias desportivas, pelo facto de estar outra vez na máxima forma e, sobretudo, porque tem marcado muitos golos este ano. Algumas notícias destacaram o facto de, ainda em Outubro do ano passado, altura em que Cristiano Ronaldo tinha marcado apenas 1 golo na liga espanhola e se encontrava a 12 de Messi, ter afirmado que “ainda terminaria a época como Pichichi (melhor marcador da liga espanhola”, chegando a apostar com os seus companheiros que isso iria acontecer. De facto, Ronaldo tem vindo a aumentar a sua eficácia na finalização e conseguiu encurtar a diferença para Messi, sendo que, neste momento, Messi continua a liderar a lista de melhor marcador da liga espanhola, mas apenas com 3 golos de vantagem.

 

Só que há um “pequeníssimo” pormenor ao qual ninguém deu importância. Em Outubro, quando Ronaldo fez a promessa de ser o melhor marcador da liga, o Real Madrid encontrava-se a 5 pontos de distância do líder Barcelona. Agora, depois de Ronaldo ter marcado tantos golos e encurtado a diferença para Messi, o Real Madrid encontra-se a 15 pontos do Barcelona, na terceira posição da liga espanhola e completamente arredado do título.

 

Que prazer pode ter Ronaldo em ser o “Pichichi”? Como pode estar tão satisfeito quando a sua equipa perdeu o triplo dos pontos de distância para o rival?

 

O futebol é um desporto colectivo e o seu principal interesse é a disputa entre as equipas e não os recordes pessoais. Mas há quem não consiga entender isso. Gostava de saber se os adeptos do Real Madrid estarão interessados em festejar o título de “Pichichi”, aquele que Ronaldo prometeu em Outubro, caso ele consiga.