Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Sabe o que é "inadmissível", senhor Primeiro-Ministro?

Inadmissível é constatar que só pela “força da lei” se pode impedir que determinados políticos se perpetuem na dança das cadeiras.

Inadmissível é um Primeiro-Ministro não perceber que um Ministro das Finanças não deve assumir a regulação bancária, imediatamente à sua saída do cargo.

Inadmissível é verificar que determinados políticos descartam facilmente as suas supostas convicções, sustentadas num Programa Eleitoral devidamente sufragado e com as quais foram eleitos, para 8 meses mais tarde abandonar o cargo (e as convicções) sem dar qualquer explicação ao país.

Inadmissível é um Primeiro-Ministro pensar que Mário Centeno só teria que cumprir o chamado “período de nojo”, antes de assumir a governação do Banco de Portugal, caso tivesse cometido algum crime. Não, senhor Primeiro-Ministro. Se Mário Centeno tivesse cometido algum crime, não haveria período de tempo que lhe retirasse o nojo.

Inadmissível.