Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Sinto-me havananado

O Presidente da República está de visita oficial a Cuba, hoje e amanhã. Como é habitual nas visitas de Estado, o Presidente convidou os grupos parlamentares a juntarem-se à comitiva, por meio de um representante de cada partido com assento parlamentar. Ao que parece todos os partidos responderam com anuência ao convite de Marcelo Rebelo de Sousa, excepto o Bloco de Esquerda que justificou a sua ausência com o facto de ser prática habitual do partido limitar a sua presença em visitas de Estado, acrescentando que o BE apenas costuma incorporar as visitas a países com fortes comunidades portuguesas.

 

Como é hábito (e não estou a dizer que é um mau hábito), desataram a chover críticas. Eu até estaria totalmente de acordo se as mesmas fossem endereçadas a outros partidos e não ao Bloco de Esquerda que, pelo menos, demonstra alguma coerência.

 

Muito mais estranho que a ausência do BE é a presença dos partidos PSD e CDS nesta comitiva. Isso é que é um facto político extremamente relevante e não menos questionável. É incrível constatar o alcance da decência (ou falta dela) de PSD e CDS, ao aceitarem tomar parte numa visita de Estado a um país, do qual só sabem dizer mal. Um país comandado por ditadores sanguinários, não é o que eles tanto dizem? Cá para mim, estes dois andam a in[cuba]r alguma…

 

O CDS far-se-á representar pelo deputado Hélder Amaral, um especialista nestas manobras. Sim, Hélder Amaral, o mesmo que esteve (e com muito gosto) no congresso do MPLA em Luanda, onde assumiu que o seu partido está agora mais próximo do partido liderado por José Eduardo dos Santos. Na altura, Ribeiro e Castro chegou mesmo a ironizar, que “um dia, o congresso do CDS contaria com a presença do Partido Comunista de Cuba…”. Ora, vendo bem as coisas, não me admira nada que Hélder Amaral aproveite a ocasião para deixar o respectivo convite na secretária de Raúl Castro. Talvez até Paulo Portas dê um saltinho até Havana, já que agora é o representante do senhor Mota no outro lado do Atlântico. Quem sabe…

 

Em representação do PSD estará Luís Montenegro, outro que não suporta Cuba, nem a China... “Esses comunistas dum raio!”, dirão eles num dia de boa disposição. A Direita em Portugal é mesmo uma coisa patética. Eles encheram aviões (enquanto governantes) para ir à China mendigar pelo capital comunista, apesar de dizerem repelir esse país. Eles estão excitadíssimos com esta viagem a Cuba, mesmo tendo dito cobras e lagartos deste outro país. É fenomenal, não é?

 

Note-se ainda que, ultimamente temos assistido a uma preocupação destes dois partidos para com os sindicatos, vejam bem! PSD e CDS, partidos que nunca reconheceram “honestamente” o direito à greve e que sempre abominaram a existência de sindicatos estão, agora, muito preocupados com o facto de estes não terem (ainda) realizado greves e/ou manifestações. Apesar de isso não ser verdade (alguns sindicatos já o fizeram), o que é realmente espantoso é a preocupação que estes dois partidos revelam para com aqueles que sempre fizeram questão de marginalizar. E olhem que não era a fingir, pois via-se bem a cólera nos seus olhos enquanto se espumavam com discursos de ódio para com todos os comunistas deste mundo.

 

Esta Direita camaleónica deixa qualquer um havananado!