Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

De certeza que são luas? Não serão balões "espiões" da China?

Desvario

26.02.24 | contrário | comentar
A 30 de Novembro de 2022, Ursula von der Leyen – a maior cheerleader de Washington e chefe do bando europeu anti-Rússia - disse que já tinham morrido mais de 100 mil militares ucranianos e 20 mil civis. Segundo o jornal israelita Hürseda Haber, que citou os serviços (...)

Navalny: o novo herói do mundo ocidental

22.02.24 | contrário | comentar
A onda de endeusamento de Alexei Navalny continua. Políticos sem um pingo de vergonha na cara e comunicação social completamente corrompida, que até agora andaram a criar a figura de um Navalny democrático, defensor da liberdade e da democracia pretendem, agora, fazer (...)

Navalny e a fantochada ocidental

17.02.24 | contrário | ver comentários (2)
Após a notícia da morte de Alexei Navalny, outra coisa não seria de esperar que não fosse o desfilar de “notícias” e comentários mancomunados, entre todos os representantes políticos ocidentais, sua comunicação social (totalmente orquestrada) e, claro, o (...)

A "ajuda" dos "pró-americanos"

14.02.24 | contrário | ver comentários (1)
Não querer continuar a patrocinar uma guerra - que eles próprios provocaram, tal como todas as outras - é antiamericano. Não querer enviar mais dinheiro para um país, cuja maioria da população norte-americana desconhecia a sua existência (até Fevereiro de 2022) e (...)

Na era do “jornalismo” que promove a censura

10.02.24 | contrário | comentar
O jornalista Tucker Carlson – sim, jornalista – esteve em Moscovo, onde entrevistou o Presidente da Rússia, Vladimir Putin. A comunicação social ocidental caiu em cima de Tucker Carlson, porque ele se atreveu a fazer jornalismo, algo que os “jornalistas” que se (...)

Mais dois criminosos a desfilar, em Davos

19.01.24 | contrário | comentar
O primeiro, o Presidente de um país (forjado) que comete genocídio contra o povo indefeso de um país roubado. Um Presidente, cujo seu exército “nazionista” aniquila milhares de crianças e que tem o desplante de aparecer perante as objectivas do mediatismo (suas (...)