Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

U2: uma máquina a vender bilhetes

Os bilhetes para o concerto dos U2 são postos à venda hoje, mas o período de venda não deverá demorar mais do que alguns minutos, vai depender da destreza dos funcionários das lojas MEO incumbidos dessa tarefa. A verdade é que a quantidade de bilhetes disponível para venda é muito reduzida (cerca de 3 mil), fruto da pré-venda de bilhetes efectuada no site da banda, prática que tem sido habitual, mas não só.

 

Já toda a gente sabe que os U2 são uma máquina a vender bilhetes em todo o mundo. Portugal não é excepção, só em 2010, os U2 esgotaram dois estádios em muito pouco tempo e se tivessem realizado um terceiro espectáculo, também esse esgotaria. Ora, desta vez os U2 decidiram dar concertos em “arenas”, algo que reduz drasticamente a oferta de bilhetes, logo, não é de espantar que esgotem num ápice. Para que a banda pudesse, nesta próxima tournée, adequar a oferta à procura, só em Portugal teriam que realizar pelo menos uns 10 concertos. E mesmo assim…

 

Como é hábito, são muitos os fãs que decidem acampar à porta das lojas, para garantir o lugar na fila de acesso aos tão desejados ingressos. Entretanto, a empresa MEO informou que vai distribuir mantas, gorros, guarda-chuvas, snacks, água e brindes a todos quantos decidam penar até à hora de abertura das lojas.

 

Fiquei curioso. Sendo que uma boa parte das lojas se localizam dentro de centros comerciais, onde ficam as filas? Não deve ser dentro do centro comercial, pois creio que isso não é permitido. Então, onde se fazem as filas nesses casos? À entrada do centro comercial? Alguns têm mais que uma entrada. Para evitar confusões, será que fazem uma espécie de reserva de lugar na fila, recorrendo à distribuição de senhas e listas de presenças? Mas isso não é também uma forma de pré-venda? E ainda por cima clandestina. Enfim, são apenas curiosidades.

 

O que realmente não se percebe é a razão pela qual alguém está disposto a passar várias noites ao frio e à chuva, sem ter a garantia de que vai conseguir um dos poucos bilhetes disponíveis, quando poderia ter adquirido o bilhete a partir do conforto do seu lar. A maioria dos que estão nas filas nem sequer tentou esta via, com bastante mais bilhetes disponíveis. Bastava que tivessem efectuado o registo no site da banda. É claro que teriam que suportar uma despesa adicional de cerca de 40 euros, ainda assim, bem melhor do que passar noites em claro, à chuva e ao frio, acrescido de todas as desvantagens que isso pode trazer à saúde. E, se calhar, até acabaram por gastar mais de 40 euros em toda a "logística" necessária para passar quase uma semana numa fila.

 

Outra coisa. Presumo que todos aqueles que estão nas filas sejam milionários a viver dos rendimentos. São adultos, mas não na idade da reforma, passam uma semana inteira sem ir trabalhar e dispõem de pelo menos 80 euros para gastar num concerto. Bem, milionários não diria mas, por certo, é gente que está bem na vida. Ou então estão todos a gozar uma semana de férias.

 

Para finalizar, uma notícia em primeira mão (não confirmada, mas a fonte é quente). Os U2 vão agendar uma segunda data em Portugal (pelo menos, mais uma), ainda assim, será muito pouca oferta para tanta procura.