Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

Um vintém é um vintém, um cretino é um cretino.

Ululante

A prisão de Lula da Silva volta a ser um dos assuntos que estão na ordem do dia. É óbvio que o Contrário não poderia ficar alheio. Lula da Silva está prestes a ser preso e, como todos se recordarão, tudo começou com a investigação liderada pelo famoso juiz Sérgio Moro.

 

Antes que me acusem de facciosismo, devo esclarecer que não pretendo defender o ex-Presidente Lula da Silva. O que eu gosto mesmo é de Justiça, mas daquela Justiça que não oferece dúvidas, aquela que é equitativa.

 

A forma persecutória como o juiz Sérgio Moro conduziu esta investigação faz-me crer que há aqui algo muito fétido. Além disso, quando vejo um juiz que procura constantemente os holofotes da fama fico logo de pé atrás. Por cá também temos esse tipo de juízes.

 

Quando um juiz inicia um interrogatório dizendo: “da minha parte não há qualquer desavença pessoal em relação ao senhor ex-Presidente” e “são as provas e a lei que vão definir o resultado do julgamento”, também fico de pé atrás. Qual a necessidade de um juiz fazer este tipo de afirmações? Alguém poderia pensar que a Justiça funcionasse de outra forma?

 

Quando vejo um juiz considerar que as delações premiadas constituem a melhor forma de se fazer investigação, fica mais do que claro a confiança que esse juiz deposita no sistema judiciário, onde ele próprio exerce a sua actividade. Com certeza que fico de pé atrás.

 

Quando um juiz se acha o ser mais justo e impoluto ao cimo da Terra e, na surdina saca ao Estado apoios financeiros, por via do auxilio-moradia a que não tem direito, alegando que é para compensar a falta de reajuste do seu vencimento, fico de pé atrás, claro que fico. Então senhor super-juiz? É assim que se faz justiça? Atalhando caminho? O caminho que você escolher?

 

Quando vejo um juiz que mente ao Fisco, declarando pelo seu imóvel um valor muito abaixo do valor real, só para fugir ao imposto, é óbvio que eu tenho que ficar com pelo menos um pé atrás.

 

Para terminar, não sei se a condenação de Lula é justa ou não, o que eu sei é que o processo de investigação liderado por Sérgio Moro é nebuloso por demais.

 

Não, não “moro” de amores por este tipo de juízes.