Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

RAPIDINHA

A propaganda intensifica-se. As taxas de juro só baixam - e praticamente nada - porque estamos em cima das eleições europeias. Apenas isso.

Um parolo é sempre um parolo

moedas_taylor_swift.jpg

O Presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, está eufórico com a vinda da cantora/dançarina/modelo, Taylor Swift, que vai actuar em Lisboa na Sexta-feira e no Sábado. Moedas diz que se trata de “um momento incrível porque a Taylor Swift move a economia de uma cidade [e] isso mostra a dinâmica com que nós estamos”.

Moedas – que não é nada parolo, ele até viveu nos Estados Unidos – disse ainda que “há 15, 10 anos, os ‘amaricanos’ não olhavam para Lisboa como olham neste momento. Lisboa é [agora] um polo de atracção de talento”, e isso prova-se com a vinda da Taylor Swift à cidade.

Só para que se tenha a noção da realidade, Michael Jackson passou por Lisboa há mais de 30 anos. A Madonna também esteve pela primeira vez em Lisboa há 20 anos e até viveu na cidade há não muito tempo. O Stevie Wonder esteve em Lisboa em 1984, a Tina Turner em 1990, o Bob Dylan, o Prince e o Bruce Springsteen em 1993, a Whitney Houston passou por Lisboa em 1998 e, mais recentemente, a Lady Gaga em 2010. Mas agora, com Moedas na Câmara de Lisboa, os “amaricanos” sentem-se muito atraídos pela cidade e, por essa razão, enviaram a Taylor Swift, para dar um grande empurrão na economia lisboeta. 

Consta que a passagem de Taylor Swift por Lisboa vai acabar com uma boa parte dos sem-abrigo, vai resolver os problemas causados pelos fechos das urgências e ainda vai criar centenas ou milhares de empregos de qualidade. Sim, porque aqueles que vão facturar com a vinda da Taylor Swift a Lisboa irão investir os seus lucros na resolução dos problemas que afectam a população, tal como manda o manual do capitalismo que Carlos Moedas andou a estudar, aquando da sua estadia nos EUA.

Moedas já anunciou que vai marcar presença no espectáculo de Sexta-feira. Apesar de não o ter referido, tenho a certeza que pagou o ingresso com o seu próprio dinheiro e, assim, já começou a ajudar a economia da cidade.