Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Uma, duas ou três nádegas?

Há alguns dias, Bruno de Carvalho (Presidente do Sporting) referiu-se a uma eventual aliança entre os Presidentes do Porto e Benfica, para concertar posições para as eleições na Liga de Clubes. Na altura, Bruno de Carvalho comparou essa eventual aliança a um "encontro de nádegas".

 

Pois bem, as eleições na Liga de Clubes decorreram ontem, apenas com a lista do anterior Presidente (Mário Figueiredo) a concorrer na votação. As restantes listas, a de Rui Alves e a de Fernando Seara foram rejeitadas pelo Presidente da Assembleia-Geral da Liga, que alegou que as mesmas não cumpriam os requisitos de validade. Ora, como seria de esperar, Mário Figueiredo foi reeleito, mas com apenas 10 votos a favor e dois em branco. Votaram a favor Sporting, Paços de Ferreira e Belenenses da Primeira Liga e Leixões, Farense, Santa Clara e Atlético da Segunda Liga. O Boavista votou em branco. Recorde-se que os clubes da Primeira Liga têm direito a 2 votos e os da Segunda Liga apenas a 1.

 

Os restantes clubes simplesmente não quiseram saber da eleição, ou então não concordaram com a forma nebulosa como o acto eleitoral decorreu.

 

De facto é muito estranho que as restantes candidaturas não tenham sido aceites para a votação, quando a esmagadora maioria dos clubes profissionais pareciam estar em total ruptura com a anterior e recém-eleita direcção. Muito estranho também, foi o facto de dois candidatos muito próximos do Benfica (Fernando Seara e Rui Rangel) não terem sido capazes de apresentar uma lista válida, ainda mais sendo um deles advogado e o outro juiz desembargador. Em vez disso, ambos prestaram-se a um papel ridículo de apresentar candidaturas individualizadas, depois um (Rangel) desistiu em favor do outro (Seara) e, a pior parte, ambos entregaram listas distintas na sede da Liga de Clubes, ambas com Fernando Seara à cabeça. Manobras de diversão?!

 

Entretanto, o Presidente do Benfica (que não participou no acto eleitoral) já veio dizer que "é uma obrigação apoiar Mário Figueiredo". Surpreendente! Para quem parecia não apoiar Mário Figueiredo e tinha dois candidatos da casa... O Porto ainda não demonstrou grandes preocupações sobre o assunto, o que também é surpreendente. E no fim de contas, o candidato vencedor é aquele que o Sporting queria.

 

Retomando o estilo de linguagem de Bruno de Carvalho, é caso para perguntar se o futebol português tem uma, duas (como ele próprio sugeriu) ou três nádegas. É que ficou tudo na mesma e parece que estão todos satisfeitos.

10 comentários

Comentar post