Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Vai haver bastonada?

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros disse, no passado Sábado, que a eutanásia já se pratica no Serviço Nacional de Saúde. Pode não ter dito com todas as letras, mas fê-lo implicitamente quando afirmou:

 

"...houve médicos que sugeriram administrar insulina àqueles doentes, para lhes provocar um coma insulínico...".

"...eu não estou a chocar ninguém porque quem nos está a ouvir e que trabalha no SNS sabe que estas coisas acontecem...".

"...eu não estou a dizer que as pessoas o fazem...": esta é a frase a que agora a bastonária se atém para tentar desdizer aquilo que efectivamente disse. Naturalmente que depois das polémicas declarações, os advogados da Ordem dos Enfermeiros estiveram a escalpelizar as afirmações da senhora bastonária para tentar encontrar algo que pudesse "desculpabilizá-la".

"...sabemos que isto existe e existe por baixo do pano...".

 

Contudo, logo a seguir a estas afirmações, a senhora bastonária da Ordem dos Enfermeiros respondeu o seguinte, quando lhe perguntaram "Está a dizer que a eutanásia já é praticada nos hospitais?":

 

"...sim, mas não fui só eu que disse isso publicamente...". Pronto. Não há como desdizer isto. Aqui a senhora bastonária disse-o explicitamente. Ponto.

 

Eu acredito naquilo que a senhora bastonária disse. Eu acredito que existem médicos que, isoladamente ou em equipa tomam este tipo de decisões, com ou sem consulta dos familiares e/ou dos próprios doentes. A Ordem dos Médicos que, como sempre, está lá para defender toda e qualquer prática médica, as competentes e as incompetentes, as cuidadosas e as negligentes, as legais e as ilegais, bem como os administradores hospitalares sabem muito bem o que se passa. No entanto, creio que depois de tais afirmações, as de Sábado e as de Segunda-feira, não resta outra saída à senhora bastonária da Ordem dos Enfermeiros que não seja a sua demissão.

 

Não obstante, a bastonária acabou por prestar um bom serviço ao país, ao levantar o pano debaixo do qual estas coisas se fazem. 

 

E assim está declarada a guerra entre enfermeiros e médicos. Se o ambiente entre estas duas classes já não era o melhor, então, a partir de agora as coisas tendem a piorar. E, uma vez mais, quem sai a perder são os doentes. Quem sabe se nalguns casos não perdem mesmo a vida. Era só à bastonada!