Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Contrário

oposto | discordante | inverso | reverso | avesso | antagónico | contra | vice-versa

Vitória na Eurovisão? Não acredito…

É hoje a final do Festival da Eurovisão. Salvador Sobral, o intérprete da canção portuguesa "Amar Pelos Dois", é o grande favorito à vitória. Este favoritismo decorre daquilo que são os prognósticos das casas de apostas. Convém acrescentar que não são apenas as casas de apostas que apontam a canção portuguesa como vencedora, também aquilo que se lê e ouve nos meios de comunicação social e nas redes sociais apontam para uma vitória de Portugal.

 

Ainda assim, eu não acredito na vitória de Portugal. A canção é boa? É. Merece ganhar? Sim, merece. Mas isto pode não significar muito. Claro que esta onda muito positiva (nacional e internacional) em torno da participação portuguesa pode ajudar a chegar lá, ao primeiro lugar, mas não garante nada. E todos sabemos bem como a comunicação social, as redes sociais e as casas de apostas se enganam nestas coisas.

 

Mas por que razão não acredito na vitória de Portugal? Simples. Porque não podemos ignorar o facto de este concurso ser dominado por um lóbi poderosíssimo, do qual Portugal nunca fez parte e sempre foi vítima. Quero com isto dizer que a Eurovisão é demasiado intransparente e inconsequente. Em várias anteriores edições deste festival, Portugal apresentou boas canções e nunca venceu, sendo que foram muitas as más e injustas pontuações obtidas. Só a título de exemplo, posso referir a participação de Paulo de Carvalho com a canção “E Depois do Adeus”, que recebeu zero singelos pontos ou a “Desfolhada Portuguesa” de Simone de Oliveira, que ficou em penúltimo lugar com apenas 4 pontos.

 

Pois, veremos como se comporta o lóbi da Eurovisão. Mesmo fazendo o sacrifício de acreditar que não haverá manipulação nas televotações, será que os júris nacionais vão votar com imparcialidade? Sem estarem sujeitos a pressões?

 

Como referi anteriormente, eu não acredito. Mas como é dia 13 de Maio pode ser que aconteça um milagre.

7 comentários

Comentar post